Ver Noticias

Futebol/Campeonato CV: Académico do Sal, Palmeira (Sal) Boavista da Praia e Derby de São Vicente são as semifinalistas

Futebol/CV: Formação dos Sanjoanenses despede-se do campeonato nacional sem qualquer vitória

São Nicolau: Organização faz “balanço positivo” dos jogos escolares do EBO no município do Tarrafal

Futebol/Campeonato CV: Morabeza encerra sua participação com vitória 2-1 sob o Varandinha

Futebol/CampeonatoCV: Rosariense despede-se do nacional com vitória ante ao Académico do Sal

Santo Antão recebeu nos últimos anos 1,5 milhão de contos na construção de reabilitação de estradas – deputado

Porto Novo, 15 Jun (Inforpress) – Dez localidades desencravadas é o resultado do programa de construção e reabilitação de estradas que o Governo tem levado a cabo nos últimos anos, em Santo Antão, num investimento de 1,5 milhão de contos.

Quem o diz é o deputado do Movimento para a Democracia (MpD), poder, Damião Medina, em resposta àquilo que considera “falta de respeito” dos deputados do PAICV (oposição) ao qualificar as estradas de pequenas obras.

Os habitantes das comunidades desencravadas, segundo o parlamentar, estão com a vida muito facilitada em todos os sentidos, graças à construção e à reabilitação de estradas de desencravamento em mais de dez localidades, numa extensão de mais de 40 quilómetros, “investindo cerca de 1,5 milhão e 500 mil contos até ao momento”.

Conforme Damião Medina, “o trabalho continua” antevendo a construção e requalificação de mais estradas em Santo Antão para “levar o desenvolvimento às comunidades, promover o emprego, o turismo, o escoamento de produtos, mas também contribuir para a fixação das pessoas”.

O Governo já anunciou a requalificação, a partir deste ano, das estradas de acesso à Ribeira dos Bodes e Ribeira Fria (Porto Novo) e Caibros (Ribeira Grande), tendo anunciado ainda a realização “para breve” dos estudos com vista à construção da estrada para Dominguinhas (Porto Novo).

Ainda no município do Porto Novo, os munícipes têm estado a pedir a requalificação das estradas Ribeira da Cruz – Chã de Norte e Campo Redondo – Chã de Norte.

JM/CP

Inforpress/Fim

Ler mais

Porto Novo: Governo anuncia investimento de 300 mil contos nas aldeias turísticas do Monte Trigo e Tarrafal

Porto Novo, 15 Jun (Inforpress) – O Governo anunciou, sexta-feira, um investimento de 300 mil contos na valorização das aldeias turísticas do Monte Trigo e Tarrafal, no interior do município do Porto Novo, em Santo Antão.

O anúncio foi feito pelo ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, que esteve, sexta-feira, de visita ao concelho do Porto Novo, onde, além de visitar obras em curso financiadas pelo seu ministério, procedeu também ao lançamento das obras de requalificação urbana em Chã de Matinho e à abertura da feira agro-pecuária de Santo Antão.

O governante explicou que se trata de um investimento na requalificação e valorização das duas aldeias, que fazem parte do circuito turístico da ilha de Santo Antão.

Estas aldeias turísticas e piscatórias estão a receber intervenções, designadamente a nível do calcetamento e melhoria de habitações, conforme informações da edilidade porto-novense, segundo a qual estas zonas estão a ficar “mais bonitas e atrativas”, graças ao trabalho que está a ser desenvolvido no quadro do programa de valorização das aldeias rurais.

O programa de valorização turística e ambiental das aldeias rurais visa a diversificação da oferta turística, a melhoria do saneamento básico e a melhoria da qualidade de vida da população no meio rural.

JM/CP

Inforpress/Fim

Ler mais
Metereologia

Vídeos

São Vicente: Inscrições para 2º Fórum Regional da Juventude de 2024 abertas até 20 de Junho

Mindelo, 15 Jun (Inforpress) – O Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) informa que se encontram abertas as inscrições para o 2º Fórum Regional da Juventude de 2024, que será realizado em São Vicente, de 19 a 20 de Julho.

De acordo com informações divulgadas pelo IDJ, o fórum que vai decorrer sob o tema “Juventude resiliente: agarrar às oportunidades e preparar o futuro”, é dirigido a jovens das ilhas de São Vicente, Santo Antão, São Nicolau, Sal e Boa Vista, com idade compreendida entre os 18 e 35 anos.

A mesma fonte refere que o fórum regional da juventude visa reforçar a promoção do diálogo e perceber quais são os desafios dos jovens, na dimensão local e está enquadrado no programa do Governo para a Juventude, YouthConnekt Cabo Verde.

A iniciativa é promovida e executada pelo IDJ e pelo Escritório Conjunto do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em Cabo Verde.

CD/CP

Inforpress/Fim

Ler mais

Tarrafal: Autarquia homenageia as 147 crianças do município que participaram na 2ª edição do concurso Nacional de Leitura

Tarrafal, 14 Jun (Inforpress) – A Câmara Municipal do Tarrafal, em parceria com a delegação do Ministério da Educação, reconheceu em acto público o empenho e desenvolvimento das crianças do município que participaram no concurso de leitura com duas finalistas.

Em declarações à Inforpress, o presidente da câmara municipal substituto, Arnaldo Andrade, explicou que o intuito é encorajar os estudantes, crianças, adolescentes e jovens pelo esforço e pela participação no concurso, informando que duas das participantes conseguiram chegar à fase final

Segundo o também vereador do Turismo e Cooperação, o concurso pretende estimular a leitura nos mais pequenos e Tarrafal, como terra de cultura, com tradições, com autores, com gente que produz cultura e escrita também quer, segundo o autarca, que esta tradição se mantenha e se desenvolva.

Neste evento, também foram envolvidos os pais e encarregados da educação, pois, conforme relembrou, a sociedade tem um grande papel, principalmente nesta era das tecnologias em tentar manter as crianças e estimulá-las para a leitura. 

Entretanto, ressaltou que na sua óptica as novas tecnologias não se opõem e não estão em contradição com a leitura. 

“A leitura é um instrumento, é uma capacidade que se permite, é ambivalente”, sublinhou, reforçando assim que tanto a leitura em suporte papel como a leitura em dispositivos eletrónicos, desde que se tenha grande capacidade, “é muito bom”.

Por seu turno, o delegado substituto e director do Agrupamento I, Alcides Semedo, salientou que a leitura é a base de tudo e que essa atcividade propõe incentivar o hábito de leitura. 

“Hoje em dia somos fustigados pelas tecnologias, mas não se pode dispensar uma boa leitura”, considerou, justificando assim a presença da sociedade civil, de forma a contribuírem no apoio e no incentivo das crianças, permitindo-lhes viajar através da leitura.

A nível do concelho participaram, segundo o delegado substituto, 147 alunos do 1º ano ao 12º ano de escolaridade e duas alunas conseguiram chegar à fase final que vai decorrer no dia 9 de Julho, na ilha do Sal.  

Das finalistas que vão representar o município na fase final do Concurso Nacional de Leitura, Djennifer Landim, aluna do 12º ano, enalteceu esta iniciativa, realçando que é mais uma forma de incentivar outros jovens e alunos a participarem em concursos do tipo.

Pois, sublinhou que muitas vezes, quando as crianças não têm este hábito desde pequenos, ou não encontram este estímulo na família, é preciso contar com o envolvimento da comunidade educativa e da sociedade em geral e que eventos do tipo mostrem à sociedade o quanto é importante ler.

No seu caso, além do seu esforço pessoal, deu mérito à sua mãe que, segundo esta finalista, lhe prestou todo o suporte e apoio necessários, levando-a a acreditar que tudo é possível, basta sonhar, crer e lutar para conseguir.

De referir que o Concurso Nacional de Leitura (CNL) é uma iniciativa do Plano Nacional de Leitura de Cabo Verde (PNLCV) em articulação com a Dinamização de Bibliotecas Escolares (DBE) e municipais.

MC/JMV
Inforpress/Fim 

Ler mais

Subscreva na nossa Newsletter

Receba as notícias mais recentes diretamente na sua caixa de entrada. Assine nossa newsletter e mantenha-se informado!"

: 0 / 280

Futebol/Campeonato CV: Académico do Sal, Palmeira (Sal) Boavista da Praia e Derby de São Vicente são as semifinalistas

Cidade da Praia, 15 Jun (Inforpress) - Já são conhecidas as quatro equipas semifinalistas do campeonato nacional de futebol, concluída hoje a sexta e última jornada da fase de grupos.

A equipa da Palmeira do Sal e o Derby de São Vicente, acompanham Académico do Sal e Boavista da Praia, que já haviam confirmado, há uma semana, a passagem às meias-finais.

O Académico do Sal chega às semifinais como o primeiro lugar do grupo A, a Palmeira com vencedor do B, o Boavista da Praia liderou o grupo C, enquanto que o Derby se classificou como o melhor segundo lugar.

O sorteio das meias-finais do campeonato nacional de futebol vai ser realizado na próxima segunda-feira, 17 de Junho.

Resultados dos jogos da sexta e última jornada, disputados hoje nas diferentes regiões desportivas do país.

Grupo A: 

Juventude 0 – Académica do Fogo 0 e Rosariense 1 – Académico do Sal 0;

Classificação: Académico do Sal (10 pontos), Académica do Fogo e Rosariense (oito pontos) e Juventude (seis pontos);

Grupo B

Barreirense 0 – Palmeira 2 e Varandinha 1 – Morabeza 2;

Classificação: Palmeira (12 pontos), Morabeza (nove pontos), Barreirense (oito) e Varandinha (dois pontos); 

Grupo C:

Sanjoanenses 1 – Ultramarina 1 e Derby 0 – Boavista da Praia 0 

Classificação: Boavista da Praia (16 pontos), Derby (11 pontos), Ultramarina (quatro pontos) e Sanjoanenses (dois pontos).

OM/CP

Inforpress/Fim

Ler mais

UNTC-CS eleita membro do Conselho da Administração da OIT para o triénio 2024/2027

Ler mais

Porto Novo: Edilidade investe oito mil contos na requalificação de Chã de Matinho

Porto Novo, 15 Jun (Inforpress) – A edilidade porto-novense vai investir, nos próximos três meses, oito mil contos na requalificação urbana e ambiental da avenida principal do bairro de Chã de Matinho, na cidade do Porto Novo, em Santo Antão.

O projecto, financiado pelo Fundo do Turismo, foi lançado esta sexta-feira, 14, em acto presidido pelo ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, que realçou os investimentos que o Governo está a fazer no município do Porto Novo no domínio de requalificação urbana e ambiental com o propósito de “trazer mais qualidade de vida” aos porto-novenses.

Neste momento, segundo o ministro, o executivo está a investir em toda a ilha de Santo Antão cerca de um milhão de contos no âmbito do Fundo do Turismo e da cooperação com o Banco Mundial com vista a preparar esta ilha para o turismo.

O projecto, lançado esta sexta-feira, no quadro de uma visita de trabalho do ministro do Turismo a Santo Antão, além de calcetamento, inclui ainda uma ciclovia, passeios, arborização, equipamentos urbanos, entre outras intervenções.

Para o presidente da edilidade, Aníbal Fonseca, está-se perante um projecto para “valorizar” Chã de Matinho e cidade do Porto Novo, acrescentando que a sua autarquia está a construir “uma verdadeira cidade, atractiva e inclusiva”.

JM/CP

Inforpress/Fim

Ler mais

Conferência para a Paz na Ucrânia arranca na Suíça sem Rússia nem China

Lucerna, Suíça, 15 Jun (Inforpress) – A Suíça acolhe entre hoje e domingo a Conferência para a Paz na Ucrânia, que juntará representantes de mais de 90 países e organizações, incluindo Portugal, mas não da Rússia nem da China, entre outros ausentes de peso.

O objectivo da conferência, organizada pela Suíça na sequência de um pedido nesse sentido do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, é “inspirar um futuro processo de paz”, tendo por base “os debates que tiveram lugar nos últimos meses, nomeadamente o plano de paz ucraniano e outras propostas de paz baseadas na Carta das Nações Unidas e nos princípios fundamentais do direito internacional”.

Nesta cimeira, que começa hoje à tarde na luxuosa estância suíça de Burgenstock, nos arredores de Lucerna (centro da Suíça), para a qual foram destacados 4 mil militares para garantir a segurança do evento, a Ucrânia espera obter um largo apoio internacional a um plano conjunto de paz, já na perspetiva de uma segunda cimeira, para a qual seria convidada a Rússia, que atualmente ocupa cerca de 20% do território ucraniano, na sequência da ofensiva militar lançada em Fevereiro de 2022.

Entre os participantes – cerca de metade dos quais da Europa - contam-se o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, a vice-Presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, o chanceler alemão, Olaf Scholz, e o Presidente francês, Emmanuel Macron.

Entre os grandes ausentes da cimeira, para a qual haviam sido convidados 160 países e delegações, destaque naturalmente para a Rússia.

Por diversas ocasiões, Moscovo deplorou a realização de uma conferência baseada no plano de paz apresentado em finais de 2022 por Zelensky – que prevê na sua versão inicial uma retirada das tropas russas do território ucraniano, compensações financeiras por parte das autoridades russas e a criação de um tribunal para julgar os responsáveis russos -, e acusou a Suíça de perder a neutralidade ao alinhar-se com as sanções europeias.

O outro grande ausente de peso é a China, um dos grandes aliados de Moscovo e vista como intermediária fundamental para futuras conversações de paz, que rejeitou participar dada a ausência da Rússia, tendo Zelensky acusado Pequim de trabalhar em conjunto com o Kremlin (presidência russa) para sabotar a conferência, ao pressionar países para não participarem.

De resto, entre os membros do grupo dos países de economias emergentes (BRIC), além da Rússia e da China, também o Brasil não participará, por considerar indispensável a participação de Moscovo – ainda que o Presidente, Lula da Silva, tenha estado esta semana na Suíça para participar numa cimeira da Organização Internacional do Trabalho.

A presença de uma delegação da África do Sul continua incerta, e apenas a Índia confirmou publicamente a sua presença na conferência, mas ainda se desconhece a que nível de representação.

Portugal estará representado na conferência pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e pelo ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Rangel.

Na quarta-feira, precisamente na Suíça, por ocasião do encerramento das celebrações do Dia de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa desvalorizou as ausências e o pouco sucesso que se prognostica para esta cimeira, enfatizando antes a importância da mesma como “um primeiro passo”, que tinha de ser dado nalgum momento, num processo que conduza ao fim da guerra.

“Tem de se perceber que esta cimeira é a primeira de várias cimeiras. Tinha de haver uma cimeira, a primeira, e a Suíça avançou, e avançou muito bem. Se não se dá o primeiro passo num processo que é para a paz, aí perde-se o que é um caminho fundamental que todos desejamos”, disse o chefe de Estado português, após um encontro em Berna com a Presidente da Confederação Suíça, Viola Amhed, a anfitriã desta cimeira para a paz na Ucrânia.

Na sexta-feira, ao chegar à Suíça, Zelensky afirmou: “Serão dois dias de trabalho activo com países de todas as partes do mundo, com nações diferentes que, no entanto, estão unidas por um objectivo comum de trazer uma paz justa e duradoura na Ucrânia”.

Numa mensagem publicada na rede social X, o governante sustentou que a cimeira irá constituir “uma oportunidade para a maioria global tomar medidas específicas em áreas importantes para todos no mundo: segurança nuclear, segurança alimentar e regresso dos prisioneiros de guerra e de todas as pessoas deportadas, incluindo as crianças ucranianas deportadas”.

Inforpress/Lusa

Fim

Ler mais

Galeria de imagens