Zeca Pagodinho diz que ouviu falar muito bem de Cabo Verde, mas quer ver com seus próprios olhos

Cidade da Praia, 12 Abr (Inforpress) – O cantor e compositor brasileiro Zeca Pagodinho disse hoje que ouviu falar muito bem de Cabo Verde e, por isso, quer aproveitar esta primeira vez no arquipélago para ver com seus próprios olhos.

Jessé Gomes da Silva Filho (Zeca Pagodinho) que actua logo mais a noite no Kriol Jazz Festival, na Cidade da Praia, falava em conferência de imprensa para a antevisão do concerto.

Por ser a sua primeira vez no país, Zeca Pagodinho afirmou não conhecer muito bem Cabo Verde. Entretanto, afirmou que outros artistas brasileiros como Matinho da Vila, Dudu Nobre e Milton Cunha o falaram “muito bem” do país e, por isso, quer ver com seus próprios olhos, embora não tendo tanto tempo.

Para o concerto de hoje, Zeca Pagodinho, de 60 anos de idade, informou que levará um show chamado Ser Humano, com músicas que fazem parte do seu último trabalho discográfico, que leva o mesmo nome.

“Minha batucada é bacana”, afirmou o artista brasileiro, antes de soltar o “eu nunca mexi com isso não”, quando questionado se irá acrescentar um pouco de jazz à sua actuação. “Até gosto”, frisou.

O artista defendeu ainda que o samba, género do qual é um dos grandes nomes, tem que ser crítico, falar de amor, da vida, de protesto e de alegria…enfim, falar de tudo. Porém, há um senão: “Política, ainda mais no Brasil, não dá nem para falar”.

“Nem políticos gostam de política, pelo menos de lá (no Brasil)”, acrescentou o artista que regressa à África 15 anos depois de ter estado em Luanda, Angola.

Zeca Pagodinho estará acompanhado pela banda “Muleke”, agrupamento constituído por 21 elementos, num espectáculo aprazado para as 20:00, neste primeiro de dois dias pagos, cuja venda de bilhetes, ao preço de 2000 escudos diários, está a decorrer em “grande ritmo”, tendo em conta a corrida às bilheterias.

Por seu turno, na mesma conferência de imprensa, o vereador da Cultura da câmara da Praia, António Lopes da Silva, afirmou que a capital cabo-verdiana está “muito feliz” por receber Zeca Pagodinho, presença que, conforme defendeu, marcará o Kriol Jazz 2019.

“Para nós, recebe-lo aqui é uma grande honra e a há muita gente feliz por ter a oportunidade hoje de ouvi-lo”, referiu a mesma fonte, acrescentando que o Kriol Jazz Festival “tem tido esta magia de trazer gente importante da música para uma cidade tão pequenina como é a Cidade da Praia”.

No dia 14, domingo, Zeca Pagodinho actua em Mindelo.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos