Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Zaida Freitas confirma intenção do Governo em transferir a CNDHC para a Provedoria de Justiça (c/áudio)

Cidade da Praia, 20 Jul (Inforpress) – A presidente da Comissão Nacional para os Direitos Humanos e a Cidadania (CNDHC) confirmou hoje a intenção do Governo em transferir as funções da instituição para a Provedoria de Justiça, medida que não agrada os comissários da organização.

“Foi feita uma plenária extraordinária, a partir da qual saiu uma nota para o Governo, manifestando o posicionamento dos comissários e solicitando um encontro”, explicou, instada, pelos jornalistas, sobre uma carta enviada ao Governo pelos comissários da CNDHC, manifestando o posicionamento sobre a referida medida.

Segundo avançou, a CNDHC teve um encontro com a ministra da Justiça, Joana Rosa, confirmando-se assim a intenção de transferir a organização para a Provedoria da Justiça.

“Os comissários, não obstante, não concordarem com esta decisão, farão de tudo para que ela ocorra para o bem do País e estaremos todos disponíveis para que tenhamos, efectivamente, uma instituição nacional de direitos humanos”, salientou.

Por outro, disse não concordar com esta medida, visto que “o País não está preparado” em termos da democracia, da capacidade de exercer a cidadania, e que o nível de realização dos direitos humanos precisa de instituições com características da CNDHC.

 “A proposta de intensificar as acções de promoção dos direitos humanos ainda é extremamente importante em Cabo Verde”, sustentou.

Por fim, frisou que este modelo de juntar o Provedor de Justiça e atribuí-lo as competências de uma instituição nacional de direitos humanos é um modelo que se adequa muito mais aos países que tenham outro desenvolvimento.

HR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos