Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

X Jornadas Parlamentares Atlânticas decorrem de 13 a 14 de Julho em São Vicente

Cidade da Praia, 28 Fev (Inforpress) – As X Jornadas Parlamentares Atlânticas estão marcadas para 13 e 14 de Julho, em São Vicente, e terão como tema central de debate a questão do reforço institucional e desenvolvimento da Macaronésia.

O presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos fez este anúncio hoje, antes de se deslocar a Portugal onde irá participar na reunião preparatória dessa jornada, nos dias 02 e 03 de Março.

Este encontro, que acontece na Assembleia da República, em Lisboa, deverá contar com a participação dos presidentes dos Parlamentos da Madeira, dos Açores e das Canárias além de deputados dos diferentes parlamentos das regiões insulares, e será ocasião para definirem e fecharem toda a programação das X Jornadas Parlamentares Atlânticas.

Jorge Santos avançou que durante as X jornadas vão ser debatidas quatro temáticas, mas o tema principal é o reforço institucional e o desenvolvimento da Macaronésia.

Conforme explicou, a ideia é criar as condições institucionais para promover a região da Macaronésia, uma das regiões turísticas “mais cobiçadas e visitadas” do mundo e que neste momento recebe mais de 24 milhões de turistas/ano e Cabo Verde está a aproximar-se de um milhão desses 24 milhões.

“Em primeiro lugar vamos discutir as questões económicas, as questões da sustentabilidade económica e da criação de uma zona de desenvolvimento de parcerias económicas e negócio, principalmente no domínio do turismo, dos transportes, das energias renováveis, mas também das indústrias”, apontou.

Jorge Santos reconheceu que essas acções já existem, mas o que se quer é ampliar esse leque de relações económicas que existem entre Cabo Verde e as diferentes regiões e entre as regiões e Cabo Verde, ou seja, a afirmação da Macaronésia como uma região económica, uma região da biodiversidade, mas acima de tudo uma região de economia circular.

Em relação a um outro tema que será debatido, a questão cultural e educação, informou que pretendem criar um ambiente político, o diálogo necessário, mas também criar as vontades para uma melhor cooperação a nível cultural e a nível da educação.

A ideia é colocar em contacto as academias, as universidades, os institutos, as escolas, as formações profissionais e criar essa rede de formação e de cultura a nível da Macaronésia.

Jorge Santos sublinhou que todos estes trabalhos já existem, mas que é preciso promover e dar “maior robustez”.

O presidente da Casa Parlamentar sublinhou que Cabo Verde tem vindo a ganhar com os programas da União Europeia destinados às regiões ultraperiféricas, nomeadamente Açores, Canárias e a Madeira, por estar na vizinhança dessas regiões.

Neste sentido, informou, há um conjunto de projectos que estão a ser desenvolvidos no arquipélago, no valor de mais de 120 milhões de dólares, pelas universidades públicas e privadas, pelas organizações ambientais, pelas empresas em parceria com essas regiões.

Ainda, recordou, as parcerias que já existem entre municípios de Cabo Verde e outros municípios da Macaronésia e o facto de, no quadro do fundo de desenvolvimento regional e também das regiões ultraperiféricas, Cabo Verde ter participado e concorrido em projectos conjuntos com essas regiões.

“Estamos a criar aqui um ambiente que seja sustentável para o desenvolvimento da Macaronésia e os parlamentares têm um papel importante que é a criação de diálogo político, da vontade política, para a definição das melhores políticas públicas para o desenvolvimento dessa nossa região e da Macaronésia”, frisou.

Defendeu ainda que essas jornadas são “fundamentais” para a criação de toda essa estratégia de parceria com a União Europeia, inclusive no momento em que se está a discutir temáticas como a mobilidade, a facilitação de circulação de pessoas e bens, mas também a promoção das oportunidades de emprego.

Jorge Santos irá estar acompanhado nesta deslocação pela deputada do Movimento para a Democracia (MpD – poder) Celita Pereira e pelo deputado Felisberto Vieira do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição).

De acordo com o programa da visita, a anteceder a reunião, no dia 02 de Março, os participantes realizam uma visita de cortesia ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, seguindo-se a sessão de abertura da Reunião do Grupo de Ligação, que será presidida pelo presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, Jorge Santos.

Jorge Santos vai aproveitar a sua estada em Lisboa para participar, sábado, 29 no funeral do cantor Jorge Neto a ter lugar pelas 15:30 no Cemitério Municipal da Amadora.

Para domingo, 01 de Março, tem agendado um encontro com a direcção da Associação do Bairro dos Navegadores e uma conversa com a comunidade cabo-verdiana residente naquele bairro.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos