Women in Tech CV: Governo quer que as mulheres liderem mundo digital em Cabo Verde

10-06-2024 19:37

Cidade da Praia, 10 Jun (Inforpress) – O secretário de Estado da Economia Digital, Pedro Lopes, disse hoje que o Governo quer que as mulheres liderem o mundo digital em Cabo Verde, mas ambiciona trazer as novas gerações para a linha da frente nesta área.

Pedro Lopes falava à imprensa na abertura da segunda edição do Women in Tech Cabo Verde, que aconteceu no Centro de Convenções da Universidade de Cabo Verde, organizado pelo Ministério da Economia Digital de Cabo Verde em parceria com a organização “Women In Tech” em Cabo Verde.

Para o governante este é o “maior evento” de meninas e mulheres na tecnologia em Cabo Verde, com objectivo de aproveitar esta revolução digital para dizer às meninas e mulheres para não ficarem de fora do mundo digital e sensibilizá-las também para se juntarem a esta oportunidade que é o digital.

Pedro Lopes avançou que o Governo tem várias iniciativas para promover as mulheres nesta área, nomeadamente, a candidatura de mulheres nas tecnologias através do programa bolsa Cabo Verde digital, onde beneficia 45% de mulheres. 

Continuou ainda que o Governo tem incentivado as mulheres nas TIC através de eventos internacionais, como Women in Tech Paris.

O secretário de Estado da Economia Digital reforçou que o Governo quer ir mais longe nesta área para que Cabo Verde tenha mais meninas e mulheres nas TIC.

Por seu lado, a embaixadora da Women in Tech, Mayra Silva, disse que é com muita “satisfação” que recebeu o convite do Governo para a realização deste evento que tem como finalidade inspirar, capacitar e motivar mais meninas e mulheres para a área do digital e aproveitou para agradecer o Governo por esta iniciativa.

Mayra Silva prosseguiu que a “Women in Tech CV é uma ONG sem fins lucrativos e quanto mais parceiros tiver, mais consegue fazer nesta área e esta parceria com o Governo na organização deste evento “demonstra que a organização, apesar de estar numa fase inicial em Cabo Verde, está a dar passos firmes para dar visibilidade às meninas e mulheres que estão no Digital e também para que mais meninas e mulheres façam parte da transformação digital do País”.

A mesma aproveitou para convidar a todos que querem fazer parte desta organização, tanto homens como mulheres, que esta organização está aberta para acolher o apoio de cada um e trabalhar juntos para dinamizar esta área no país.

Por seu turno, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva destacou a importância de maior participação feminina nas áreas digitais e tecnológicas, referindo que é uma área onde há ainda um campo a “desbravar”.

Lembrou que o Governo tem criado um conjunto de condições, desde assistência técnica, condições favoráveis ao financiamento, fiscalidade favorável, para que os empreendedores, desde meninas e rapazes, jovens ou menos jovens, possam ter condições de desenvolver os seus projectos.

Na área das tecnologias de informação e comunicação, e, particularmente, na economia digital, o chefe do Executivo, salientou que o Governo tem um “empenho especial", de modo a criar empregos de qualidade, no sentido de poder exportar serviços e assim posicionar jovens cabo-verdianos no mercado internacional.

Nesta abertura da segunda edição do “Women in Tech CV vão ter três painéis com temas, Empreendedorismo Digital: Desafios e Oportunidades, Oportunidades no Sector da Formação Digital e Marketing Digital e Criadoras de conteúdo, que conta com a participação de mulheres cabo-verdianas com alguma bagagem no mundo digital em Cabo Verde.

Woman in Tech é uma organização que tem como missão dar às mulheres capacitação para estarem nas áreas das TIC.

DG/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


13-06-2024 16:42
13-06-2024 15:45
13-06-2024 14:44
13-06-2024 13:58
13-06-2024 13:52