Santo Antão: Eleito municipal critica falta de iluminação pública no Vale da Graça

10-07-2024 12:23

Ribeira Grande, 10 de Jul (Inforpress) – O eleito municipal da bancada da Alternativa Ribeira Grande (ARG, oposição), Adelino Cruz, expressou hoje a sua insatisfação devido à falta de iluminação pública nas localidades do Vale da Graça.

Em declarações à Inforpress, Adelino Cruz acusou a Empresa de Distribuição de Electricidade de Cabo Verde (EDEC) de práticas "fraudulentas".

"No Vale da Graça, estamos a ser burlados pela EDEC", afirmou.

Adelino Cruz destacou que os moradores do Vale da Graça estão sendo "duplamente" taxados pela iluminação pública.

"Pagamos a taxa de iluminação pública, mas não usufruímos. Somos obrigados a acender as lâmpadas externas das nossas casas para não ficarmos às escuras nas ruas. É como se estivéssemos pagando duas vezes pelo mesmo serviço", afirmou.

A situação de iluminação pública na região da Garça, segundo o eleito municipal, está a deteriorar-se cada vez mais.

Segundo o político, se antes 70% das lâmpadas não acendiam, agora esse número está chegando a 80%.

Adelino Cruz apontou ainda problemas específicos em diferentes zonas do Vale da Garça, como Andriene, onde numa vasta área apenas dois candeeiros funcionam e em Lombo Amaro nenhum candeeiro acende.

Outras zonas como Branquim e Galmieiro, segundo a mesma fonte, também enfrentam sérios problemas de iluminação pública, com um número significativo de candeeiros inoperantes.

"É uma situação complicada. Estamos sendo burlados pela Electra", afirmou o eleito, que ressaltou a "urgência" de uma solução por parte das autoridades competentes para resolver os problemas de iluminação pública que afectam directamente a segurança e a qualidade de vida dos moradores do Vale da Graça.

Santo Antão tem registado, nos últimos tempos, a reclamação dos moradores em várias localidades, pela falta ou deficiente iluminação pública.

Esta preocupação tem sido levada à administração da EDEC pelos presidentes das três câmaras municipais da ilha.

Há quatro meses, numa missão a Santo Antão, o administrador executivo da EDEC, Osvaldino Lopes, anunciou que a ilha receberá "de imediato" um investimento de 115 mil contos no sector de energia eléctrica nos três municípios.

LFS/HF

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


15-07-2024 14:09
15-07-2024 14:01
15-07-2024 13:41
15-07-2024 13:25
15-07-2024 13:19