Paris 2024: IDJ acusa presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano de falta de coerência

09-07-2024 20:02

Cidade da Praia, 09 Julho (Inforpress) – O presidente do IDJ considerou hoje desconexas, despropositadas e desprovidas de coerência as declarações da presidente do Comité Olímpico Cabo-verdiano que acusou o Governo de não ter comparticipado nas deslocações do Team Cabo Verde a Paris`2024.

José Eduardo dos Santos falava em conferência de imprensa para reagir às declarações proferidas por Filomena Fortes na segunda-feira, na Presidência da República.

“Tais declarações são desconexas, despropositadas e pecam pelo facto de serem desprovidas de coerência”, disse, para explicar que desde a primeira hora o Governo, através do ministro do Desporto, Carlos do Canto Monteiro, demonstrou total disponibilidade para mobilizar recursos, diretos e indiretos, com vista a melhor participação possível de Cabo Verde nos Jogos de Paris. 

Segundo o presidente do Instituto da Juventude e Desporto (IDJ), Filomena Fortes esqueceu-se que em Fevereiro de 2023, o Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC) reuniu-se com o IDJ para apresentar o projecto conjunto de Jogos Olímpicos Paralímpicos Paris 2024, orçado em 47 milhões de escudos. 

Acusou o COC de ignorar o facto de vários atletas de Cabo Verde terem participado em provas qualificativas para os Jogos Olímpicos através das Federações Nacionais, com total suporte financeiro do Governo de Cabo Verde, estando entre esses os atletas qualificados nas modalidades de atletismo, boxe e judo.

Conforme frisou a primeira qualificação de Cabo Verde só aconteceu há pouco mais de um mês com o atleta David Pina e as demais foram concluídas por convite, sendo o último obtido há cerca de uma semana, fechando-se a delegação de Cabo Verde com sete atletas. 

Nesse período, advertiu que o Comitê Olímpico, em nenhum momento, informou ao Governo dos resultados da campanha em curso para a presença da delegação de Cabo Verde em Paris e tão-pouco nenhuma solicitação ou manifestação de falta de recursos financeiros foi colocada ao Governo. 

“Não se percebe ainda a pretensiosa declaração da presidente do COC em menosprezar o envolvimento e a comparticipação do Governo no projeto Olímpico Paris 2024, quando a própria presidente declarou já ter assegurado todos os recursos necessários, estando entre os principais financiadores empresas públicas e semi-públicas" afirmou.

Segundo sublinhou, o financiamento do desporto em Cabo Verde é assegurado pelo Estado que tem reforçado a cada ano através do Orçamento do Estado, pelo que, assegurou, não começa e nem termina com os Jogos Olímpicos.

Na ocasião, o presidente do IDJ avançou que foi aprovado um apoio diretamente aos atletas qualificados que solicitaram apoio ao Governo.  

Integra a delegação de Cabo Verde para os Jogos Olímpicos Paris 2024 um total de 24 elementos, dos quais cinco dos sete atletas qualificados, designadamente os pugilistas David Pina e Ivanusa Moreira, o esgrimista Victor Alvares (boxe), a Judoca Djamila Silva e o nadador José Tati.

De salientar que esta é a maior delegação de sempre de Cabo Verde (sete atletas) aos Jogos Olímpicos, que arrancam no dia 26 de Julho e terminam a 11 de Agosto. 

ET/JMV

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


15-07-2024 14:38
15-07-2024 14:09
15-07-2024 14:01
15-07-2024 13:41
15-07-2024 13:25