Boa Vista: Projecto Tartaruga leva celebração do Dia Mundial da Tartaruga Marinha a crianças do Rabil

17-06-2024 8:38

Sal-Rei, 17 Jun (Inforpress) – O Projecto Tartaruga Boa Vista realizou uma serie de actividades, entre elas jogos didáticos, pintura de tartarugas em camisolas, dança e outras, para “celebrar e conscientizar” crianças e comunidade do Rabil sobre a proteção das tartarugas.

A actividade foi realizada no último fim-de-semana para saudar o Dia Mundial da Tartaruga Marinha, celebrado a 16 de Junho, sob o lema “Se proteção ta na nos mon, no faze nos parte” (Se a protecção está nas nossas mãos, façamos a nossa parte, em português).

É a segunda vez que o Projecto Tartaruga Boa Vista realiza actividades do género para celebrar o Dia Mundial da Tartaruga, tendo, ano passado, sido escolhida a cidade de Sal-Rei para as actividades de sensibilização.

Segundo a coordenadora da área de Educação Ambiental do Projecto, Samira Vieira, a celebração da data e o arranque das actividades de monitorização do projeto coincidem com o início do período de desova das tartarugas, que vai de Junho a Outubro.

Por isso, considerou “essencial” levar informações à comunidade para sensibilização, pois, sintetizou, ainda existem “muitas pessoas que não têm muito conhecimento” sobre a proteção e conservação de tartarugas marinhas.

Samira Vieira explicou que as atividades têm um foco no publico infantil, pois desde a infância é necessário fazer a sensibilização para alcançar os adultos, já que muitas vezes os adultos têm “ideias formadas sobre o que ouviam antigamente”.

Por isso, finalizou, a ideia é “ir mais pela camada infantil”, que capta as informações “mais rápido” e levam-nas aos adultos.

Alessandra, uma mãe de Rabil que acompanhou o seu filho destacou, a importância do evento para as crianças conhecerem as tartarugas, e também a descentralização para outras localidades, que não apenas Sal Rei.

A mesma deixou um apelo aos pais e encarregados de educação para aderirem mais e levarem as suas crianças a actividades do género.

Camila, uma menina de 11 anos, que participou da atividade, por seu lado, disse que as tartarugas marinhas são animais que não devem ser capturados e que gostou mais do jogo Trilha da Tartaruga, porque “ensina muito” sobre as tartarugas.

“Toda a vez que usar minha camisola sobre este evento vou lembrar de que as tartarugas devem ser protegidas”, indicou Camila, 11 anos.

O Projeto Tartarugas Boa Vista é formado pelas ONG da ilha de Boa Vista Fundação da Tartaruga, que trabalha com as comunidades, Cabo Verde Natura 2000, que se encarrega da parte científica, e a Bios CV, que actua na sensibilização e educação ambiental.

Conta ainda com o apoio do Ministério da Agricultura e Ambiente, e a colaboração da Polícia Nacional.

ML//AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


15-07-2024 14:38
15-07-2024 14:09
15-07-2024 14:01
15-07-2024 13:41
15-07-2024 13:25