Uni-CV capacita agricultores para uso de ‘drones’ no mapeamento agrícola

29-02-2024 19:45

Cidade da Praia, 29 Fev (Inforpress) - Um grupo de 10 agricultores da Ribeira de São Filipe, na Praia, foi capacitado para uso de ‘drones’ no mapeamento agrícola, no âmbito de dois projectos inovadores em agricultura inteligente, implementados pela Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Tratam-se dos projectos “Ferramentas de monitorização e Inteligência Artificial para a agricultura inteligente” e “Transição agrícola usando Internet das coisas e Inteligência Artificial”, desenvolvidos em colaboração com parceiros internacionais, incluindo Centro Internacional de Pesquisa para o Desenvolvimento, e pela Agência Sueca de Cooperação para o Desenvolvimento Internacional (SIDA) e com a Associação dos Agricultores e Produtores da Ribeira de São Filipe.

Segundo a coordenadora desse projectos, a professora Sónia Semedo, o objectivo desses dois projectos, implementados pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Uni-CV, através do seu Laboratório Responsável e de Soluções Inteligentes (RS2Lab), é de preparar o país para enfrentar os desafios agrícolas como os prolongados ciclos de seca.

Para além da capacitação dos agricultores, os projectos resultaram na aquisição de dois ‘drones’, dos quais um fica na universidade para investigações futuras e outro fica com os agricultores na comunidade para a realização de acções de mapeamento e identificação de situações que poderão carecer de intervenções.

Durante a implementação destes projectos foi ainda implementado na Ribeira de São Filipe, no concelho da Praia, o sistema de rega inteligente, utilizando um sistema híbrido para permitir um período de adaptação, e foi feito ainda o mapeamento das culturas numa zona identificada para a experiência piloto.

“A realização dessas experiências piloto em terrenos reais onde, de facto, se cultiva, além de facilitar um bocado da vida deles com rega, também vai nos permitir, enquanto academia, aprender com aquilo que os agricultores fazem, porque aquilo tem sensores que vão ficar no solo por muito tempo”, explicou Sónia Semedo.

Além dos 10 agricultores, que hoje receberam os seus certificados, a universidade formou também sete professores para implementação das próximas fases das formações, sendo que a meta é formar pelo menos metade dos membros da associação, estimada em 80 agricultores.

Para o reitor da Uni-CV, Arlindo Barreto, a formação desses agricultores só confirma que a universidade está ao lado das comunidades provocando mudanças nas comunidades e na vida das pessoas.

“Agora, com a Inteligência Artificial, a agricultura tem de ter uma nova visão e um novo discurso e penso que é para isso que a universidade serve e é isso que vocês testemunham cá. A vossa presença, a vossa formação vai servir de modelo porque muitos vão vos seguir", disse. 

O projecto “Ferramentas de monitorização e Inteligência Artificial para a agricultura inteligente”, foca na utilização de redes de sensores sem fios, monitorização por ‘drones’ e modelos de Inteligência Artificial para otimizar a produção agrícola e gestão de recursos e foi financiado pelo Centro Internacional de Pesquisa para o Desenvolvimento, e pela SIDA.

Por sua vez, o projecto “Transição agrícola usando Internet das coisas e Inteligência Artificial”, que recebeu financiamento do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Presente na cerimónia de encerramento dos projectos e entrega dos certificados aos formandos, a coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Patrícia de Souza, realçou a “interessante colaboração” entre o PNUD e as universidades com o objectivo de promover o desenvolvimento sustentável para todos e todas, para que ninguém fique para trás utilizando a inovação.

"Vejo a inovação com uma força motriz que todo o Sistema das Nações Unidas deve aproveitar para apoiar o desenvolvimento sustentável em todos os cantos de Cabo Verde em todas as ilhas. Estou muito satisfeita de ver que o PNUD através do seu laboratório acelerador esteja a abraçar com sucesso inovação em estreita colaboração com a Uni-CV”, acrescentou Patrícia de Souza.

MJB/CP

Inforpress/Fim 

Notícias Recentes


20-06-2024 14:52
20-06-2024 14:45
20-06-2024 14:42
20-06-2024 14:40
20-06-2024 14:33