PR apela à maternidade e paternidade “responsáveis” para se criar cidadãos de “corpo inteiro”

04-03-2024 20:28

Cidade da Praia, 04 Mar (Inforpress) - O Presidente da República, José Maria Neves, apelou hoje  ao cultivo  das relações  de fraternidade   e uma maternidade e paternidade  “responsáveis”   para  se criar cidadãos de  “corpo inteiro”.

O apelo foi feito em declarações à imprensa, após uma visita  à Associação Projecto Escola de Vida  no bairro  de Ponta  de Água, na Cidade da Praia,  resposta ao convite feito pelas crianças beneficiárias do projecto durante uma recepção no Palácio da Presidência  da República, em Julho do ano passado.

“Quem bate numa mulher é  porque nunca aprendeu a amar, quem viola uma pequena criança é porque nunca  aprendeu a cuidar , quem não respeita um velho, uma pessoa que mora ao lado  ou um colega de trabalho é  porque quando criança  não teve os cuidados  que  devia ter”, explicou.

De acordo  com  o Chefe do  Estado,    há que se  fazer tudo, desde pequeno, para “termos  cidadãos de  corpo inteiro” , ou seja,  transformar as pessoas em cidadãs, para  poderem desempenhar o seu papel na sociedade.

Por isso , enalteceu o trabalho  que a Associação Projeto Escola de Vida   tem realizado  na  transmissão de  valores e  princípios   aos jovens e  adolescentes da  comunidade, classificando-a de uma “ Escola de Vida”.

“Trata-se de um projecto muito importante e com grande significado. É uma escola de vida,  que forma crianças, com valores, princípios e  com  ocupação sadia dos tempo livres”,  disse  José Maria  Neves, que  entregou livros  e dois  computadores  para apoiar este projecto na criação de  uma biblioteca.

De acordo com o mais alto magistrado da Nação, para “transformarmos as nossas comunidades e termos boa vizinhança  é preciso cultivar  valores de solidariedade, de estudo , de trabalho, de respeito e de orgulho”.

“Por isso,  são projectos desta natureza  que devemos continuar a acarinhar, para podermos cuidar das pessoas e das nossas comunidades (…) é preciso afirmarmos essas boas práticas para podermos mudar as pessoas e a sociedade cabo-verdiana”, apontou.

Por sua vez, a vice-presidente da Associação Projeto Escola de Vida, Oliver  Santiago, classificou   de  realização  de    “sonho” essa  doação da Presidência da República  para   criação de  uma biblioteca  para  os beneficiários e  toda a  comunidade.

O projecto, segundo a responsável, beneficia  60   crianças  mas disse  acreditar que com a criação da  biblioteca podem  chegar a 100   crianças semanalmente, através da dinamização do  espaço, com a realização de clube de leituras,  assim como   auxílio em estudos  e pesquisas.

Para além da biblioteca,  avançou que  a associação ministra  semanalmente  aulas de música, de inglês e de educação cívica  e periodicamente  organiza  colónias de férias, jogos com as crianças e  intervenção  nas famílias   nas comunidades, “ tanto em Ponta de Água como  nas zonas circundantes  como  Castelão , Safende e Vila Nova .

“É um projecto que abrange a família cabo-verdiana e todas pessoas em vulnerabilidade social”,  frisou   Oliver Santiago , apontando  que  o próximo desafio  é  promover actividades  geradoras de rendimento.

“Para  isso  precisamos  de parceiros que nos ajudem    e  em  outras  actividades,   que vão ao  encontro  com a nossa  missão  e propósito  da nossa associação, que é a promoção de princípios espirituais, físicos, emocionais e sociais, de forma  desenvolver o ser humano de  forma integral”,  apelou a vice-presidente do Projecto  Escola de Vida, do bairro de Ponta de Água, na Cidade da Praia.

A Associação Projecto Escola de Vida  define-se como uma ONG vocacionada para ajudar crianças, adolescentes e jovens a ter valores e vida saudável, com princípios baseados na Bíblia, música, desporto e outras áreas.

A longo prazo, o projecto pretende investir na infância como o melhor caminho para diminuir as desigualdades sociais e interromper o ciclo da pobreza, pois, acredita, actuando desta forma estará a despertar e potencializar os sonhos das crianças, dando acesso, oportunidade e ferramentas para que possam sonhar e realizar um caminho para uma infância saudável, e um mundo mais justo.

O Projecto Escola de Vida tem ainda a missão de despertar e potencializar sonhos de crianças e adolescentes que vivem em situação de vulnerabilidade social.

OM/JMV
Inforpress/Fim 
 

Notícias Recentes


16-06-2024 6:46
16-06-2024 6:39
16-06-2024 6:33
16-06-2024 6:26
16-06-2024 6:17