Piroga/São Vicente: Confirmada morte de um dos sobreviventes

04-03-2024 10:53

Mindelo, 04 Mar (Inforpress) – Um dos cinco sobreviventes da piroga que deu à costa do Calhau, São Vicente, na manhã de domingo, 03, faleceu no Hospital Baptista de Sousa para onde fora conduzido na companhia de mais quatro companheiros que sobreviveram.

A informação foi confirmada pela comandante dos Serviços de Protecção Civil de São Vicente, Santo Antão e São Nicolau, Vitória Veríssimo, que informou que as autoridades policiais se encontram a recolher os dados dos documentos encontrados com os sobreviventes e outros pertences para proceder à identificação das pessoas.

“Neste momento, o importante é a saúde e a sobrevivência dessas quatro pessoas, ficarem estáveis e assim conseguirmos as informações da origem e se havia outras pessoas na piroga, quantas pessoas, enfim, todas essas informações estão a ser recolhidas pelas entidades competentes”, reforçou Vitória Veríssimo.

A mesma fonte informou ainda que as autoridades policiais, da Protecção Civil e outras implicadas no caso devem reunir-se ainda hoje para decidir sobre a eventualidade de buscas no mar.

Outras informações avançadas apontam que a embarcação, que deveria ter a bordo “65 pessoas”, terá partido da Mauritânia.

Ainda no domingo, 03, as autoridades retiraram cinco corpos da piroga, dois dos quais em avançado estado de decomposição e que foram a enterrar no mesmo dia.

No Calhau, as Forças Armadas e o serviço de Protecção Civil fizeram buscas na área, à procura de outros sobreviventes, mas sem resultados.

O alerta para a descoberta da embarcação numa praia na costa de Viana, no Calhau, foi recebido pela polícia pelas 09:30 de domingo, 03,

Cabo Verde tem sido pontualmente destino de embarcações à deriva com pessoas que arriscam a vida com barcos precários, em alto mar, para chegar à Europa, em fuga da pobreza e da violência.

Três outros casos foram registados nos últimos 16 meses, em Novembro de 2022, uma embarcação com 66 imigrantes senegaleses deu à costa, na ilha do Sal, em Janeiro do ano passado, uma piroga chegou à ilha da Boa Vista com 90 migrantes africanos a bordo, dois deles mortos.

Em Julho, um barco que partiu do Senegal, com 101 pessoas, foi encontrado à deriva junto à ilha do Sal, em Agosto, com 38 sobreviventes.

AA/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


14-06-2024 0:17
14-06-2024 1:25
13-06-2024 22:05
14-06-2024 8:00
13-06-2024 19:49