Nutricionista defende que alimentos consumidos durante a festa de Cinzas devem fazer parte da rotina alimentar

12-02-2024 21:32

Cidade da Praia, 12 Fev (inforpress)- A nutricionista Alzerina Monteiro destaca a importância do consumo de legumes, hortaliças e verduras para o “bem-estar organismo” e recomenda o uso desses alimentos mais vezes no cardápio dos cabo-verdianos.

Em declarações à Inforpress, a especialista explicou que os alimentos consumidos durante a festa de Cinzas são importantes para o funcionamento do organismo e devem fazer parte da “nossa rotina alimentar”.

Por se tratar de uma festa cujos pratos privilegiam muito o consumo de legumes, verduras e hortaliças e peixe, Alzerina Monteiro sublinha que, porém, que as pessoas “infelizmente têm o hábito de consumir estes alimentos mais em épocas festivas”.

“Porque são alimentos ricos em vitaminas, minerais, são importantes para o reforço do nosso sistema imunológico, prevenindo contra doenças, principalmente problemas respiratórios que aparecem no tempo mais frio”, explicou Alzerina Monteiro.

Conforme a nutricionista o consumo do peixe também é importante, mas por ser peixe seco, a atenção deve ser “redobrada”, devido a quantidade de sal.

Sublinhou o cuidado para a retirar o sal em excesso no peixe, principalmente para as pessoas diagnosticadas com hipertensão arterial, uma vez que “que ao consumir o sal em excesso pode aumentar ainda mais a tensão”, observou.

No entanto destaca que o peixe é considerado uma das melhores proteínas para o funcionamento do organismo, citando como exemplo, o fortalecimento dos músculos, ossos, pois é rico em ómega 3 e ómega 6, e previne o organismo contra o envelhecimento precoce.

Em relação a batata doce, batata inglesa e mandioca, garantiu que também são alimentos saudáveis, mas quando consumidos na dose certa.

Anotou a mesma fonte que “as pessoas devem ter cuidado com o excesso desses alimentos porque são alimentos energéticos, dão energia para o nosso organismo, mas se forem consumidos em excesso podem levar ao sobrepeso e aumentar a glicemia”.

Observou ainda Alzerina Monteiro que houve uma mudança positiva no hábito alimentar dos cabo-verdianos em termos do aumento de consumo de legumes.

Referiu que antes as pessoas consumiam muito menos legumes e que agora “se calhar” por causa da sensibilização sobre a saúde, as pessoas têm consumido mais verduras, legumes e hortaliças, e por causa do aparecimento de várias doenças, por exemplo doenças crônicas, considerou que aumentou essa “consciencialização” para adopção de uma alimentação mais saudável.

“O que recomendo é que as pessoas redobrem mais a atenção e adoptem uma alimentação mais equilibrada e evitem ao máximo o consumo de produtos enlatados, porque todos já sabem o quanto é prejudicial o consumo desses alimentos”, retorquiu.  

OS/JMV
Inforpress/fim

Notícias Recentes


27-02-2024 20:48
27-02-2024 20:34
27-02-2024 19:59
27-02-2024 19:35
27-02-2024 19:38