Kitesurf/Wing-foil: Governo promete continuar a trazer mundiais ao país numa lógica de diversificação do turismo

25-02-2024 10:40

Santa Maria, Sal, 25 Fev. (Inforpress) - O Governo manifestou este ssábado, em Santa Maria,  o interesse em trazer os circuitos de mundiais de kitesurf e wing-foil, enquanto importantes segmentos do turismo do desporto para Cabo Verde, numa lógica de diversificação.

O ministro do Turismo, Carlos Santos, deu estas garantias por ocasião da cerimónia de encerramento e de premiação dos atletas do I Circuito Mundial de kitesurf e wing-foil, realizado na Ponta Preta, onde revelou que o executivo enquanto patrocinador, vai continuar a apoiar este evento, por ser a melhor forma de continuar a fomentar o desporto.

“Pelas informações que eu tive foi o maior evento de kitesurf que aconteceu aqui na ilha do Sal”, referiu o governante, acrescentando que Cabo Verde tem uma das maiores praias para a competição destas modalidades náuticas, Ponta Preta, e que tudo será feito para que o país continue a receber a prova.

A ocasião foi ainda aproveitada para o governante enaltecer o trabalho levado a cabo pela GKA, organização do evento, assim como o “manager” do Nautics Sports Eventos, Djô Silva, pela sua importância na promoção da modalidade, bem como a todos os grandes atletas que têm levado o nome de Cabo Verde além fronteira.

Por sua vez, o presidente do Instituto do Desporto e da Juventude, José Eduardo dos Santos, disse que Cabo Verde está determinado em fechar o próximo evento do tipo muito mais cedo, numa base de sustentabilidade, não só como financiador, mas também como verdadeiros parceiros para que possa efectivamente promover a marca de Cabo Verde, trazer cada vez mais atletas, e mais turismo para o país, visando impulsionar os desportos náuticos em Cabo Verde.

“O Instituto do Desporto tem nos desportos náuticos uma das bandeiras de Cabo Verde e queremos, não apenas nestes desportos, mas também os outros desportos náuticos, impulsionados”, afirmou.

Já o presidente do GKA, Tom Hartman promotor do Mundial das modalidades de kitesurf e wing-foil, , voltou a sublinhar a excelência da organização do circuito de Ponta Preta, que o mesmo referiu como das maiores ondas do mundo para a prática da modalidade e agradeceu o entusiasmo da população cabo-verdiana, aliado ao desempenho dos atletas renomados de diferentes pontos do mundo, para o sucesso deste circuito.

Quem também estava eufórico pela forma como decorreu esta etapa do mundial foi o “manager” do Nautics Sports Eventos, Djô Silva, para quem Cabo Verde volta a dar um grande exemplo ao mundo, na organização, pelo quinto ano consecutivo, de um dos maiores eventos de kitesurf do mundo.

A I Etapa do circuito mundial de kitesurf, realizado em Ponta Preta, e encerrado oficialmente esta noite, foi conquistada pelos campeões do mundo em título, o ítalo-cabo-verdiano Airton Cozzolino em masculino e pela norte-americana Moona White em feminino, ao passo que na modalidade de wing-foil os vencedores foram o francês Maio Gueneló e a espanhola Elena Moreno.

Refira-se que na competição de kitesurf, Cabo Verde colocou dois atletas nos primeiros lugares do pódio, Airton Cozzolino (campeão) e o lendário Mitú Monteiro (segundo).

Os cabo-verdianos, Ailton Cozzolino e Wesley Brito, são os campeões do mundo em título nas disciplinas de kitesurf e wing-foil, respectivamente, em masculinos.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


20-06-2024 8:09
20-06-2024 8:02
20-06-2024 7:55
19-06-2024 22:59
19-06-2024 22:48