“Mundial de Ponta Preta está a ter impacto directo na economia do turismo” – organização (c\vídeo)  

16-02-2024 8:41

Santa Maria, Sal, 16 Fev (Inforpress) - O mentor da “GKA Kitesurf World Cup Cabo Verde”, Djô Silva, disse hoje que organizar o circuito mundial em Ponta Preta está a ter repercussão na economia do país, tanto em matéria desportiva como na economia do turismo.

À Inforpress, Silva referiu que o facto de “os maiores e melhores velejadores do planeta” competirem na praia de Ponta Preta, a ilha e o país recebem toda a imprensa internacional estrangeira especializada nos desportos náuticos e, por arrastamento todos os grandes “sponsors”, com “grandes reflexos” no turismo.

“Mesmo nas nossas escolas [de desportos náuticos] estamos a ter muitas reservas nos últimos dias por causa da competição que Cabo Verde vai albergar. O Governo e todos os nossos parceiros estão connosco, as unidades hoteleiras estão todas bem ocupadas. Este festival de vento e ondas ajuda a gente a criar este evento”, explicou.

Muita gente fez questão de viajar para Cabo Verde neste tempo para praticar as modalidades náuticas, ao mesmo tempo que aproveita a oportunidade para acompanhar o Campeonato do Mundo, sublinhando que assim como os hotéis, restaurante, bares e os serviços de algures de viaturas são “bastante procurados” pela afluência dos visitantes.

Djô Silva esclareceu que para além da legião estrangeira, tem-se notado que o turismo interno também está a desenvolver-se juntamente com o Circuito Mundial de Ponta Preta, já que muita gente de outros pontos da ilha e de outras ilhas estão a chegar ao Sal para presenciarem a competição, dando um “magnífico ambiente e colorido” à praia que, diariamente, recebe uma assinalável moldura humana ao longo da competição.

A praia de Ponta Preta recebe de hoje a domingo, 25, a primeira etapa do Circuito Mundial do Mundial Kitesurf e do Campeonato do Mundo de Wing-foil, envolvendo os melhores praticantes do planeta, dos quais 15 cabo-verdianos, nas duas modalidades e em ambos os géneros.

A etapa mundial de Ponta Preta vai contar com o concurso dos melhores velejadores, em representação de Cabo Verde, Brasil, EUA, Portugal, Espanha, Itália, Suíça, Canadá, Hungria, África do Sul, Espanha, Havaí, Marrocos, Austrália, Alemanha, Grécia e Bélgica, de entre outros países.

 

SR/AA

Inforpress/Fim

Notícias Recentes


19-06-2024 19:30
19-06-2024 19:17
19-06-2024 19:02
19-06-2024 18:59
19-06-2024 18:11