Voleibol: Brava já tem Comissão de Gestão Desportiva que vai reactivar modalidade

Nova Sintra, 29 Dez (Inforpress) – A ilha Brava passa a ter uma Comissão de Gestão Desportiva do Voleibol, criada com o intuito de fomentar a criação de equipas nesta modalidade de forma a reactivar este desporto na ilha.

A ideia é criar seis equipas três masculinas e três femininas, envolvendo jovens de todas as localidades.

O pelouro do Desporto, por intermédio do vereador Mário Soares, demonstrou o “total interesse e abertura” em colaborar como principal parceiro na promoção do desporto na ilha, com vista a “dar os jovens bravenses oportunidade de se afirmarem neste ramo que tem projectado vários cabo-verdianos além fronteiras”.

Neste momento, a comissão encontra-se na fase inscrição de atletas e campanha de angariação de sócios.

Sendo assim, o vereador solicita o envolvimento dos sectores privado e público, particulares e a vasta diáspora neste processo, para o bem do desporto na Brava, pois, “é uma responsabilidade de todos”.

Segundo o responsável, os jovens bravenses estão solicitando a edificação de um polidesportivo na ilha, com condições ideais de forma a garantir a integridade física dos atletas.

De acordo com o mesmo, a edificação do polidesportivo acabaria por ter um impacto “muito grande”, na motivação e um maior engajamento dos jovens na prática das modalidades de salão, pois, ajuntou o “engajamento é bom sim, mas é preciso associa-lo as condições dignas”.

Desta forma, o vereador reconhece o trabalho que o Governo tem feito na ilha e diz acreditar que vai levar em consideração esta reivindicação.

Neste ano, a Brava já conseguiu reactivar o andebol, tem cerca de 12 jovens monitores de formados pelo programa de actividade física e saúde – Mexi Mexê, 26 pessoas formadas para árbitros de futsal e a recém criada Comissão de voleibol.

Mário Soares acredita que num curto espaço de tempo, pode ser criada uma associação de basquetebol.

Para 2019, o pelouro de Juventude e Desporto da ilha pretende trazer formadores para monitores e treinadores para ministrar formações na área, pois, segundo o autarca, “uma aposta no desporto é apostar numa sociedade saudável”.

MC/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos