Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Vice-primeiro-ministro garante que 10 mil jovens vão ter oportunidade de formação e de estágio profissional

João Teves, 16 (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, disse hoje que, este ano, 10 mil jovens em todo Cabo Verde vão ter oportunidades de formação e de estágio profissional e assim terem “facilidade” para o emprego.

O também titular da pasta das Finanças fez estas declarações durante o acto de apresentação pública das ofertas formativas para 2019, estágios profissionais e empresariais e oportunidades de financiamento da formação profissional.

Olavo Correia sublinhou que a meta para o corrente ano é formar e preparar cinco mil jovens e  integrar mais cinco mil no estágio profissional em todo Cabo Verde, garantido que existem “recursos suficientes” espelhado no Orçamento do Estado (OE), em vigor.

Reforçou que o executiva vai utilizar a verba que consta no OE que, “se for utilizado com sucesso”, o Governo terá argumentos para   mobilizar mais  recursos para o efeito.

No concelho de São Lourenço dos Órgãos, 340 jovens vão ser beneficiados com formação profissional  e 115 com estágio profissional, o que, na opinião do vice-primeiro-ministro, é um “número bom” contribuindo assim para que os jovens possam cooperar “para o seu futuro e do seu país”.

Ainda, nesse mesmo acto, o Olavo Correia mostrou-se sensível à criação de melhores condições de vida para os laurentinos e melhorar o empreendimento no concelho, enfatizando que neste momento Governo está a investir no centro de saúde e a construir um auditório, em João Teves, para que os jovens possam ter acesso a um espaço para as actividades culturais.

“Portanto, os jovens que têm  talento, que querem empreender e fazer coisas  novas, trabalhar para si e criar emprego para outros, estes jovem merecem incentivo de Governo central e municipal”,  concretizou o vice-primeiro-ministro.

O responsável revelou ainda que está previsto a criação no município de pelo menos dez empresas e que, a nível de acesso, prevê-se a construção das estradas de Boca Larga e Fundura e investir na requalificação urbana de João Teves, para ter uma cidade “mais aprazível e com melhor qualidade”.

Por sua vez, o presidente do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), Paulo Santos, disse existem estudos que indicam que todos os jovens que fizeram formação profissional estão inseridos no mercado do trabalho por isso, sintetizou, faz todo o sentido o Governo reforçar a dotação a nível do OE para beneficiar um “maior número possível” de jovens.

O objectivo, concretizou, é trazer para o sistema de formação os 40 mil jovens que estão  fora do sistema, dando-lhes ferramentas para poderem entrar no mercado e a primeira experiência de trabalho,   num ambiente real  de trabalho, através de estágio profissional, tendo como estratégia parcerias com empresas.

Adiantou que hoje, no centro de transformação de órgãos, o vice-primeiro-ministro vai presenciar uma formação na área de transformação de derivados do leite.

CL/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos