Ministro das Finanças fala aos jovens empreendedores sobre oportunidades de negócios (c/áudio)

Cidade da Praia, 29 Jan (Inforpress) – O ministro das Finanças, Olavo Correia, disse hoje que o Governo pretende estabelecer um “diálogo permanente” com os jovens e que o país tem uma juventude “qualificada, empreendedora”.

“Temos uma juventude qualificada, empreendedora e que quer fazer as coisas, mas para tal temos que ter um Estado facilitador”, precisou o vice-primeiro-ministro, acrescentando que o Governo pretende estabelecer um “diálogo permanente” com os jovens para se saber onde estão as dificuldades e, ainda identificar os talentos e promovê-los para que possam empreender, criar empresas e empregos.

Em declarações aos jornalistas, à margem de um encontro com jovens empreendedores de vários concelhos do país, lembrou que o Orçamento do Estado para 2019 (OE-2019) contempla várias medidas em direcção à juventude, nomeadamente ao nível da formação profissional, que vai consumir cerca de um milhão de contos.

Segundo Olavo Correia, o montante constante do OE-2019 vai permitir a formação de cinco mil jovens, assim como o estágio profissional, o que totaliza dez mil.

Apontou igualmente que no sector da educação o pré-escolar, o ensino básico e o ensino secundário até o 10 ano estão a ser gratuitos.

“Até ao final da legislatura iremos atingir o 12º ano”, precisou o ministro, acrescentando que o Governo está com o ecossistema para apoiar as empresas com o sistema de garantia parcial, bonificação de juros, financiamento para ‘startups’ e promoção empresarial.

“O nosso papel, enquanto Governo, é identificar os talentos e incentivá-los. Não é ajudá-los porque os privados não precisam de ajuda”, afirmou Olavo Correia, acrescentando que quem tem ideias necessita do incentivo da parte do Estado e não de ajudas.

O encontro contou com jovens empreendedores de vários concelhos do país e de diversas áreas de actividade económica e foi um momento de partilha de experiências, em que foram abordados assuntos relacionados com os desafios e as oportunidades de negócios em Cabo Verde.


LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos