Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Vereadores impedidos de entrar na sala de reuniões da câmara da Praia acusam Francisco Carvalho de perseguição (c/áudio)

Cidade da Praia, 01 Jul (Inforpress) – Seis vereadores da câmara da Praia foram impedidos hoje de fazer uma reunião extraordinária, acusando o presidente Francisco Carvalho de ter “trancado” a porta de acesso à sala de reuniões. 

Em declarações à Inforpress, o vereador da Infra-estruturas e transporte, Samilo Moreira, esclareceu que os vereadores marcaram uma reunião para discutir, em decorrência da última reunião ordinária, o facto de o presidente ter decidido atribuir pelouros “à margem da lei” a alguns vereadores, inclusive do Movimento para a Democracia (MpD, oposição).

“Após a nossa contestação, o presidente marcou uma reunião extraordinária para hoje e como não recebemos a convocatória de acordo com a lei, que exige a maioria dos vereadores, convocamos este encontro” explicou Samilo Moreira, referindo-se ao artigo 91 nº-3 dos estatutos da Câmara Municipal da Praia.

Uma outra razão para a convocatória, segundo Samilo Moreira, é a colocação de aparelhos GPS nas viaturas dos vereadores “sem consentimento” destes, facto que o vereador classifica como “perseguição”.

“O que acontece é que chegamos aqui e encontramos a porta trancada e ninguém nos atende, portanto os vereadores foram bloqueados, para não terem o acesso à câmara da Praia”, acusou o vereador.

No entanto, Samilo Moreira considerou que Francisco Carvalho já decidiu que a câmara “é presidencial e não colegial” e “não tem acatado as decisões, mesmo tomadas pela maioria dos vereadores”. 

Perante esta situação, e se ela persistir, Samilo Moreira avançou que, de acordo com os estatutos, pretendem chegar “até às últimas consequências”, sem, no entanto, especificar os passos seguintes.

Os jornalistas tentaram ouvir o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, que se encontrava na sala da presidência, mas este recusou-se a prestar qualquer declaração.

 



OM/AA

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos