Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Vereadora garante que edilidade tem escutado a população antes de desenvolver qualquer projecto nas comunidades (c/vídeo)

Cidade da Praia, 29 Nov (Inforpress) –   A vereadora de Accão Social, Género e Educação Pré-escolar da Câmara Municipal da Praia garantiu hoje que a autarquia tem estado a escutar a população antes de fazer qualquer intervenção que visa transformar a cidade da Praia.

Edvalda Cardoso fez esta apreciação à imprensa depois de ter presidido à abertura de uma tertúlia promovida pela autarquia, sob o lema “Escutar a cidade para a transformar”, que tem com objectivo assinalar o Dia Internacional das Cidades Educadoras, que se assinala no dia 30 de Novembro.

Com este lema, as Cidades Educadoras querem dar visibilidade ao compromisso de escutar a cidade e de abrir espaços de construção democrática e participativa.

Neste sentido, a vereadora afirmou que o que mais a autarquia da Praia tem feito é escutar a população antes de desenvolver qualquer intervenção em qualquer bairro e ainda tem articulado com os demais parceiros.

“Todos os problemas que são reivindicados, aonde que é a disponibilidade da câmara nós estamos lá para intervir, ou seja, escutamos a cidade. Estamos com uma experiência de Cobon/Fonton que é toda a requalificação que foi feita e para fazer essa intervenção tivemos que escutar a população e hoje temos o resultado que temos em Cobon”, afirmou.

Com esta tertúlia, disse, a ideia é partilhar com os alunos as experiências e boas práticas aplicadas na cidade da Praia, através dos projectos “Anjo da Noite”, “Casa Primavera”, obras de requalificação do bairro de Fundo Cobon, projecto biblioteca/ loja solidária de Fundo Cobon, entre outros.

Edvalda Cardoso garantiu que através desses projectos a autarquia tem conseguido transformar a Praia numa cidade inclusiva.

“Com a casa abrigo municipal conseguimos travar essa questão da exclusão social dos sem abrigos na nossa cidade, temos o projecto `Casa Primavera´ que é uma casa que acolhe crianças com deficiências e aproveitamos para trabalhar a inclusão das mães no mundo laboral, temos a experiência do Cobon/Fonton, do policiamento comunitário que é um policiamento mais de causas sociais”, apontou.

Esta tertúlia acontece no âmbito do programa das Cidades Educadoras, sendo que Praia é membro da Associação Internacional das Cidades Educadoras desde 2009.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos