Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Verdefam contribuiu para o sucesso do país na área da saúde sexual e reprodutiva – presidente

Cidade da Praia, 27 Mar (Inforpress) – O presidente da Verdefam, Francisco Tavares, considerou hoje que a instituição contribuiu para o sucesso do país a nível da saúde sexual e reprodutiva e tem apoiado o Governo na formulação das melhores políticas públicas nesta área.

Francisco Tavares intervinha durante a 15ª assembleia-geral ordinária da Associação Cabo-verdiana para a Protecção da Família (VerdeFam), que decorreu na Cidade da Praia, no âmbito do 26º aniversário da Verdefam, celebrado a 25 de Março.

Segundo Francisco Tavares, Cabo Verde teve um percurso de sucesso nesta área, onde o país passou de sete filhos por mulher na década de 80 para 2,5 por mulher, tem hoje uma elevada prevalência contraceptiva, uma baixa prevalência do HIV Sida e a mulher cabo-verdiana ganhou autonomia e poder de decidir quantos filhos ter.

Salientou que a instituição tem todo o orgulho de celebrar o sucesso de Cabo Verde na área da saúde sexual e reprodutiva, sendo que ao longo desses 26 anos de existência a Verdefam contribuiu e tem dado o seu contribuído com prestação de serviços, no trabalho de pesquisa nesta área e na implementação da lei de Violência Baseada na Género (VBG).

“A Verdefam é hoje membro da Federação Internacional de Planeamento Familiar, já vamos na segunda acreditação internacional como ONG da área da saúde sexual e reprodutiva que cumpre as normas e melhores práticas a nível internacional e nestes 26 anos prestamos serviços a milhares de jovens, mulheres e agora a homens”, referiu o responsável para quem o percurso tem sido de sucessos.

Francisco Tavares adiantou que estão a trabalhar para abranger todas as ilhas e criar mais serviços por forma a prestar serviço de proximidade a quem pode e gratuitamente aos que não podem.

“Nós temos uma rede de cincos postos moveis com as quais vamos às comunidades, clínicas, centros de consulta, prestamos serviços que nos confere receitas, mas também serviços a título gratuito a milhares de jovens e adultos em quase todas as ilhas do país, e desta forma temos contribuído para não deixar ninguém para trás”, referiu, assegurando que durante o ano de 2020 tiveram de adaptar ao contexto da pandemia da covid-19 para continuar a trabalhar.

Na ocasião, explicou que a Verdefam trabalha com usuários de drogas, profissionais do sexo, homens que fazem sexo com homens e com a comunidade da Associação Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgénero e Intersexual (LGBTI) prestando serviços sexual e reprodutiva no dia a dia.

Durante a 15ª assembleia geral ordinária da VerdeFam vão ser discutidos e aprovados o plano de actividades das contas de 2019 e o relatório de actividades e está prevista ainda a realização de um workshop sobre “A Verdefam no contexto da covid-19”.

No final da reunião, a Associação Cabo-verdiana para a Protecção da Família e o Ministério da Saúde e da Segurança Social vão renovar o acordo de parceria para o reforço das acções no terreno.

AV/CP

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos