VBG: Embaixada dos EUA doa mobiliários e materiais para casas de abrigo e de passagem do ICIEG

 

Cidade da Praia, 05 Mai (Inforpress) – A Embaixada dos Estados Unidos de América (EUA), na Praia, doou hoje ao Instituto cabo-verdiano para a Igualdade e a Equidade de Género (ICIEG) um conjunto de mobiliários e materiais para as casas de abrigo e de passagem.

O acto de entrega dos mobiliários, que vão servir para equipar casas de abrigo e de passagem das vítimas da Violência Baseada no Género (VBG), foi presidido hoje na Cidade da Praia, pelo embaixador Donald Heflin, na presença da presidente do ICIEG, Rosana Almeida.

“Temos orgulho de estar aqui com a presidente do ICIEG para doar mobiliários das nossas casas e da embaixada”, disse o embaixador norte-americano, que defende “tolerância zero” para os casos de VBG.

Advogou ainda que é preciso ajudar as famílias, crianças e mulheres que sofrem deste tipo de problema, oferecendo-lhes ambiente seguros. Foi neste sentido que, avançou, responderam prontamente ao pedido formulado pela presidente do ICIEG, visando a aquisição dos mobiliários.

Já a presidente do ICIEG, Rosana Almeida, congratulou-se com os materiais entregues pela Embaixada dos EUA, realçando que a instituição tem neste momento casas de passagem para atender vítimas (homens e mulheres), que correm risco de vida por causa da VBG.

“As casas estão fechadas porque não temos equipamentos, entendemos que a procura de soluções, muitas vezes passa por iniciativas nossas. Não podemos esperar apenas por soluções que venham do orçamento (…)”, explicou, acrescentando que desde sempre a embaixada dos Estados Unidos de América na Praia manifestou um “forte engajamento” em relação à toda problemática do género, juntamento com a ICIEG.

Rosana Almeida esclareceu ainda que esta ajuda veio na sequência da visita do embaixador ao instituto, no início do mandato da nova direcção, tendo o diplomata ficado “sensibilizado” com a causa, e neste sentido, explica Rosana Almeida, o ICIEG entendeu que a Embaixada seria um “parceiro ideal” na ajuda às vítimas.

“Fizemos um pedido, tendo em conta que temos casa de passagem no Tarrafal que vai abranger todo o interior de Santiago, temos também casas de abrigo em Santiago que estão fechadas porque não temos equipamentos”, apontou, acrescentado que foi por isso que solicitaram uma parceira à Embaixada dos Estado Unidos para auxiliar o ICIEG nesta problemática em prol da luta contra este flagelo.

Segundo a presidente, com a disponibilização destes equipamentos, o primeiro passo está dado para o funcionamento das residências e a partir de agora, vão procurar toda a assistência jurídica para oferecer às vitimas que vão ficar por um curto período de tempo, uma vez que, é preciso dar apoio a outros indivíduos.

“Pensamos a curto prazo pôr de pé as casas de abrigo e passagem para acolher as pessoas que correm risco de vida por causa da violência”, avançou, ressaltando que os equipamentos doados permitem equipar três a quatro centros existentes na ilha de Santiago, mas que a meta é abranger também a ilha de São Vicente.

A Embaixada dos Estados Unidos da América doou mobiliários e materiais como forma de contribuir para que a batalha em relação à Violência Baseada no Género “atinja novos patamares”, que permite ao ICIEG prestar às vítimas de VBG “melhores condições” para enfrentarem as situações de violação dos seus direitos primários, designadamente o direito à vida em liberdade.

AF/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos