Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

“Universidades públicas devem estar focadas em servir os grandes desígnios do desenvolvimento do País” – ministro  

Cidade da Praia, 14 Set (Inforpress) – O ministro da Educação, Amadeu Cruz, disse hoje que a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e a Universidade Técnica do Atlântico (UTA) devem estar focadas em formar para servir “os grandes desígnios” do desenvolvimento do País.

Amadeu Cruz fez estas declarações à imprensa depois de receber uma delegação da Universidade Lusófona de Cabo Verde em que, de entre outros pontos, as duas partes discutiram “alguns aspectos importantes” ligados à sustentabilidade científica e económica das universidades.

Em declarações à imprensa no final, quando questionado se concorda que a Uni-CV deve continuar a fazer o processo de selecção dos alunos sem prova de acesso, Amadeu Cruz respondeu que, na verdade, as universidades têm os seus próprios sistemas de selecção.

“No fundo há um concurso da selecção dos estudantes que frequentam os cursos na Universidade de Cabo Verde, assim como haverá na Universidade Técnica do Atlântico, assim como haverá nas universidades privadas”, continuou.

Quanto às provas de acesso, o governante considerou que é “uma coisa que tem que se ponderar bem dentro do sistema”, porque cada vez mais a Uni-CV e UTA vão assumindo “protagonismo dentro do sistema”, porque são duas universidades públicas e beneficiam de “condições excepcionais”, porque o Estado “é obrigado a garantir o seu funcionamento”.

“Mas temos que encontrar uma solução para obrigar também as universidades públicas a seguir as orientações do Governo, a terem a concentração nas suas áreas de especialidades para não estarem também na concorrência desleal com as universidades privadas, para estarem mais concentradas e mais focalizadas naquilo que entendemos que deve ser o objectivo primeiro das universidades públicas”, declarou o ministro.

Segundo Amadeu Cruz, estas duas instituições de ensino superior público devem estar focadas em formar para servir “os grandes desígnios” do desenvolvimento do País.

“É esse o papel fundamental das universidades públicas, estaremos a trabalhar agora no quadro da eleição do próximo reitor da Uni-CV, os aspectos centrais das políticas públicas, do desenvolvimento institucional e desenvolvimento científico da Universidade de Cabo Verde”, anunciou.

Ainda nas suas declarações, Amadeu Cruz ressaltou que também a UTA está sujeita a orientações vinculativas do Governo.

“Temos dito que é preciso a UTA estar focalizada no desenvolvimento das ciências marítimas em São Vicente e das engenharias do mar, é esta a sua principal vocação. Depois, é preciso estender o ensino superior a Santo Antão, demos orientações a universidade e desejamos que a cumpra no curto prazo. E depois a ilha do Sal”, sublinhou.

Para as universidades privadas, o ministro afirmou que são orientações indicativas e que o Governo espera que consigam segui-las numa “óptica de sustentabilidade”.

“É por isso que vamos fazer a revisão do regime jurídico das instituições do ensino superior, vamos ajustar e adoptar o estatuto de carreira docente nas universidades, da carreira de investigação também para abranger todos os professores universitários e todos os investigadores”, anunciou Amadeu Cruz.

GSF/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos