Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Universidade de Santiago cria programa de ensino à distância para cabo-verdianos na diáspora

Cidade da Praia, 12 Ago (Inforpress) – A Universidade de Santiago criou a US Virtual Diáspora, para oferecer a partir de Outubro, um programa pedagógico de ensino à distância destinado aos cabo-verdianos residentes nos Estados Unidos da América (EUA) e outras partes do mundo.

A criação da US Virtual Diáspora foi graças a uma proposta de um grupo de académicos residentes nos EUA que vem trabalhando nos últimos dois anos em sintonia com o reitor da  Universidade de Santiago, Gabriel Fernandes.

Em entrevista à Inforpress, o presidente da comissão instaladora responsável pela dinamização das ofertas formativas para a diáspora, Júlio de Carvalho, disse que a US Virtual Diáspora terá “grande impacto” na vida dos cabo-verdianos e pessoas de outras nacionalidades, residentes nos Estados Unidos, que desejam estudar, mas que são travadas por dificuldades.

“Nos Estados Unidos, existem milhares de cabo-verdianos, portugueses e brasileiros que desejam estudar, mas que por várias razões, entre as quais constrangimentos pessoais e familiares, custos, barreira linguística acabam por ficar à margem de sucessos e das oportunidades que este país (EUA) oferece”, adiantou Júlio de Carvalho que também é professor universitário  e activista comunitário nos Estados Unidos.

Esta iniciativa, lançou o professor, poderá ser um passo na melhoria das condições dos que deixaram a terra natal em busca de outras oportunidades no exterior. Por causa disso, a comissão instaladora manteve encontros com a Embaixada de Cabo Verde que apoiou esta iniciativa e também está já a desenvolver parcerias com instituições do ensino superior norte americano.

“O meu interesse é ver meu povo qualificado e a universidade de Santiago pode ser um grande parceiro nesta jornada.  Com mais qualificações, os cabo-verdianos da diáspora terão mais oportunidades. Com melhores oportunidades, facilitam a vida deles, dos familiares, dos conterrâneos e da nossa própria Nação,” acrescentou a mesma fonte.

As aulas são da modalidade virtual e os alunos terão acesso aos orientadores-professores via vários mecanismos já disponíveis. A comissão garante que por ser uma instituição acreditada ou  reconhecida em Cabo Verde, os graus académicos obtidos na Universidade de Santiago, através deste programa serão também reconhecidos nos Estados Unidos e no mundo.

Para além disso, em termos de capacitação geral, como serviços para a comunidade, sem pré-requisitos, a comissão contempla oferecer aulas de inglês presencial aos residentes nos EUA.

CD/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos