UniPiaget envolve-se na luta contra covid-19 com estudos na área da saúde pública

Cidade da Praia, 11 Ago (Inforpress) – A Universidade Jean Piaget anunciou hoje estar a colaborar activamente na luta contra a pandemia do novo coronavírus, mobilizando os seus recursos e a experiência dos seus investigadores e docentes nos domínios da saúde, biologia molecular e ambiente.

Em comunicado, a UniPiaget informou que está a trabalhar com as autoridades sanitárias na resposta aos efeitos da pandemia, referindo que a pandemia está ainda em ascensão, embora controlada pelas autoridades sanitárias, que estão a fazer um seguimento estreito através do diagnóstico e do rastreamento de contactos.

“Os principais factores negativos são a falta de rigor da população no cumprimento das medidas de prevenção e as dificuldades colocadas pela mobilidade das pessoas, principalmente nos transportes públicos e em locais com grandes aglomerações”, alerta Lara Ferrero Gómez, coordenadora do Grupo de Investigação em Doenças Tropicais da UniPiaget.

Segundo este responsável, a mortalidade em Cabo Verde é baixa, comparativamente com outros países, em parte por o arquipélago ter uma população muito jovem, alertando que o aumento continuado do número de casos poderá afectar a camada mais idosa da população.

Com o intuito de dar o seu contributo na luta contra a covid-19, a UniPiaget envolveu-se na luta contra covid-19 com estudos na área da saúde pública.

Apontou, por outro lado, a participação do Piaget no estudo promovido pelas autoridades sanitárias sobre o inquérito sero-epidemiológico, desde a planificação, organização, formação dos inquiridores, supervisão do inquérito no terreno, análise e discussão dos dados, e redacção dos documentos que fazem parte do projecto, ainda em andamento.

A mesma fonte avançou ainda que a referida universidade está também a participar num projecto internacional sobre a mortalidade por Covid-19, cuja proposta de colaboração foi já aceite pelo INSP.

Cabo Verde registou esta segunda-feira mais 25 novos casos positivos de covid-19, mas conseguiu 42 recuperados, distribuídos da seguinte forma: 12 na Praia, cinco na Ribeira Grande de Santiago, um em Santa Catarina, dois em São salvador do Mundo, quatro em São Miguel, sete em Santa Cruz, um em São Domingos, todos no interior de Santiago, quatro no Sal e seis na Ribeira Brava, São Nicolau.

De acordo com o Boletim Epidemiológico, o país passa a contabilizar 721 casos activos, 2.128 recuperados, 32 óbitos, dois transferidos e um total de 2.883 casos positivos acumulados de covid-19.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 727 mil mortos e infectou mais de 19,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CM/JMV

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos