Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Unicef alerta para novas ameaças aos direitos das crianças e pede união de esforços para evitar retrocessos

Cidade da Praia, 20 Nov (Inforpress) – O representante da Unicef em Cabo Verde, Steven Ursino, alertou hoje para as novas ameaças aos direitos das crianças, derivadas dos efeitos da pandemia da covid-19, e pediu a união de esforços para evitar retrocessos nos ganhos conseguidos.

Steven Ursino falava na cerimónia de abertura do Fórum Infanto-Juvenil, promovido na cidade da Praia, pelo Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), Ministério da Educação, Aldeias SOS e Unicef/Cabo Verde para assinalar o 32º aniversário da adopção da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança.

“Vivemos momentos difíceis e as crianças de hoje enfrentam novas ameaças aos seus direitos. Neste contexto ainda mais difícil, cada um de nós é chamado a fazer a sua parte na garantia da efectivação dos direitos das crianças”, disse. 

O representante do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância sublinhou que todas as instituições devem trabalhar para assegurar o bem-estar das crianças e dar assistência apropriada aos pais, às famílias, aos tutores legais e demais pessoas encarregadas do cuidado com as crianças para que as mesmas possam crescer e desenvolver em ambiente de felicidade, amor e compreensão.

Steven Ursino enalteceu os esforços do Governo de Cabo Verde para protecção das crianças e dos adolescentes.

Por outro lado, destacou a pertinência dos temas em discussão no fórum infanto-juvenil, nomeadamente, a violência contra as crianças e adolescentes, a gravidez na adolescência, a saúde mental das crianças e dos adolescentes em tempo de pandemia, o uso de álcool e outras drogas e o uso abusivo de equipamentos electrónicos.

“Efectivamente são temas pertinentes e actuais em Cabo Verde e no mundo. O relatório global sobre o estado da infância publicado em 2021 alerta para os impactos de longo prazo da pandemia na saúde mental das crianças”, citou.

Disse ainda que no documento é feito um apelo para que os governos, o sector privado e os diversos parceiros se comprometam a agir em prol da saúde mental de crianças, adolescentes e seus cuidadores e proteja todos aqueles que precisam de ajuda.

No momento em que a Unicef completa 75 anos da sua criação, Steven Ursino aproveitou para reforçar o compromisso da organização para com a protecção das crianças e dos adolescentes sobretudo no contexto actual.

“Continuaremos a trabalhar para que nenhuma criança seja deixada para trás”, garantiu.

O Fórum Infanto-Juvenil reúne na sala de sessões da Assembleia Nacional, na Praia, crianças de todos os municípios de Santiago, com possibilidade ainda para assistência online através do canal do parlamento.

O objectivo do evento é, por um lado, permitir a participação dos adolescentes nas discussões que lhes dizem respeito, manifestando a sua opinião nos assuntos e problemas que os afligem e por outro lado mobilizar e sensibilizar a sociedade cabo-verdiana para o respeito e cumprimento dos direitos das crianças.

O acto de abertura foi presidido pelo ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos