Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

União Europeia e Nações Unidas financiam projecto para redução da pobreza em Cabo Verde

 

Cidade da Praia 14 Jul (Inforpress) – A União Europeia e o Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento vão financiar o projecto sub-regional para Promoção da Governança Política de Gestão dos Recursos Marinhos e Redução da Pobreza, avaliado em 10 milhões e 550 mil euros.

O presidente da Rede Parlamentar para o Ambiente, Moisés Borges avançou esta informação hoje, no âmbito do encontro entre a Associação para Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD) e os deputados nacionais e municipais com vista à discussão da boa governança das pescas.

Segundo Moisés Borges, a União Europeia contribuiu com 10 milhões de euros e o PNUD com quinhentos e cinquenta mil euros.

O projecto GOWAMER criado para a região WAMER trabalha com vários países africanos como Mauritânia, Senegal, Gâmbia, Guiné-Bissau, Guiné, Serra Leoa, incluindo Cabo Verde, onde se pretende também reduzir a pobreza.

Neste âmbito, o presidente da ADAD, Januário Nascimento ressalta a importância de abrir o Parlamento à sociedade civil e vice-versa, propondo uma série de actividades que deveriam ser realizadas em 2016, mas que não foi possível devido às actividades políticas.

Para este ano, o mesmo anuncia a realização de várias actividades não só na casa parlamentar, mas também em algumas comunidades, com o objectivo fundamental de divulgar o projecto de forma a contribuir para a redução da pobreza e a segurança alimentar.

O momento foi marcado por degustação de produtos marinhos produzidos pelas vendedeiras de peixe da localidade de Praia Baixo (concelho de São Domingos, ilha de Santiago) e a entrega de materiais aos vendedores de peixes.

Um dos beneficiários, Silvino Varela Marques, 28 anos de idade e que vende pescado há 12 anos, mostrou-se muito feliz e afirma que com esses materiais fará o seu negócio com melhores qualidades para saúde pública.

O acto contou ainda com a parceria da Rede de Jornalistas para o Ambiente e da Rede de Jornalistas para uma Pesca Sustentável da Africa Ocidental (REJOPROA).

EA /SR/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos