Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

União Europeia disponibiliza 55 mil contos para actualização cartográfica e pré-recenseamento  

Cidade da Praia, 23 Mai (Inforpress) – Cerca de 55 mil contos é o montante que a União Europeia (UE) disponibilizou ao Instituto Nacional de Estatística (INE) para os trabalhos de actualização cartográfica e pré-recenseamento, avançou hoje o presidente do INE, Osvaldo Borges.

O responsável do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) falava à imprensa momentos antes de presidir a cerimónia de lançamento oficial da subvenção da UE e do encerramento da formação dos agentes cartógrafos que vão participar no processo de georreferenciação e caracterização do recenseamento.

“Verificamos que há aspectos que devem ser muito bem concretizados, e um a das prioridades do país é o recenseamento geral da população. Nessa primeira fase tivemos o apoio da União Europeia com o montante de 500 mil euros para os trabalhos de Actualização Cartográfica e Pré-recenseamento”, revelou, indicando que nessa fase vai ser feita a georreferenciação de todos equipamentos colectivos públicos e privados existentes em Cabo Verde.

Segundo Osvaldo Borges, este processo vai fazer o inventário e caracterização de todos os edifícios e alojamentos do país, garantir o dimensionamento do suporte logístico em recursos humanos necessários para o Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH) 2020.

“Esta informação é muito importante porque nos permite redesenhar todo o projecto e tipos de recenseamento com informações sobre os agentes, equipamentos e estruturas necessárias para montar o RGPH no próximo ano.

O presidente do INE explicou que o projecto está orçado em 656 mil contos e divido em três fases, nomeadamente actualização cartográfica e pré-recenseamento, que inclui o censo piloto, recolha principal, que contempla o inquérito pós-censitário, e a análise e divulgação dos resultados.

A  embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Sofia Moreira de Sousa, por seu lado, revelou que este projecto tem a duração de 18 meses e visa reforçar a capacidade institucional e demonstrar a importância de trabalho desenvolvido pelo INE.

“Nós já tínhamos concordado que era este montante que a União Europeia ia disponibilizar, através do apoio institucional directo ao INE, concordando ambas as partes na importância do instituto e do trabalho que tem vindo a fazer”, disse a responsável, que considerou que a instituição cabo-verdiana tem feito um “excelente trabalho” com a disponibilização dos dados que, no seu entender, tem contribuído para a formulação e implementação de políticas nacionais.

Recentemente, a Cooperação Espanhola concedeu ao INE uma subvenção no valor de 350 mil euros, por um período de três anos, para montagem do gabinete do censo e do manual da actualização cartográfica e pré-recenseamento.

A margem, aconteceu a cerimónia de encerramento da formação dos 86 agentes cartográficos para actualização cartográfica e pré-recenseamento.

AV/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos