Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Uni-CV: “Deixamos uma universidade que evoluiu muito nos últimos anos e com sentimento de missão cumprida” – Judite Nascimento

Cidade da Praia, 12 Jan (Inforpress) – A reitora da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) considera que apesar dos constrangimentos registados ao longo da sua gestão, o sentimento é de “missão cumprida” e deixa uma universidade que evoluiu muito nos últimos oito anos do seu mandato.

Judite Nascimento fez estas afirmações em entrevista à Inforpress, em jeito de balanço da sua gestão como reitora da Universidade de Cabo Verde, realçando que a Uni-CV prepara-se para eleger o seu novo reitor no próximo dia 19 deste mês.

“A primeira volta das eleições terá lugar no próximo dia 19, portanto em princípio se tudo correr bem e tivermos a definição dos resultados já no dia 19, algum dos candidatos tiver a maioria absoluta nós teremos já um novo reitor ou uma nova reitora eleito no dia 20”, perspectivou, informando que, se não houver uma maioria absoluta dos candidatos, a Uni-CV tem um calendário preparado para esta eventualidade e será organizado uma segunda volta, que terá lugar em finais de Janeiro.

Conforme avançou, neste momento a actual equipa que faz parte da reitoria da Uni-CV está a encerrar os projectos e relatórios e a preparar as pastas para serem entregues logo após a tomada de posse, mostrando-se neste sentido “expectante” relativamente aos resultados das eleições.

Fazendo um balanço da sua gestão nos últimos oito anos, Judite Nascimento afirmou que o sentimento que encerra esta etapa é o de dever cumprido, reconhecendo, no entanto, que não teve uma gestão “perfeita”, mas que os objectivos foram atingidos, de acordo com as condições existentes.

“O sentimento que tenho, neste momento, é de dever cumprido, é verdadeiramente de missão cumprida, apesar dos pesares. Nós claramente não somos perfeitos e não tivemos uma gestão perfeita, mas estamos cientes de que tentamos nas metas que tínhamos definido e conseguimos largamente implementar a grande parte dos projectos que tínhamos previsto e sobretudo aqueles projectos que dependiam totalmente de nós”, afirmou.

No entanto, frisou que os projectos cujos recursos não conseguiram reunir, ficaram por implementar ou ficaram implementados parcialmente, deve-se ao facto da Uni-CV ser uma instituição pública de ensino superior com limitações financeiras.

“Temos a consciência de que estamos a deixar uma universidade que evoluiu muito nos últimos oito anos com muito mais visibilidade internacional, com muito mais presença e relevância a nível nacional e regional, uma universidade que está em redes internacionais de investigação”, destacou.

A reitora salientou, por outro lado, que a Uni-CV tem um “papel importante” no processo de desenvolvimento sustentável do país, com uma comunidade de cerca de cinco mil pessoas, tendo enaltecido a capacidade da sua equipa em conseguir gerir o orçamento de cerca de 900 milhões de contos.

“Gerimos um orçamento de mais ou menos 900 milhões de contos, que não é um orçamento pequeno, um orçamento cujas receitas são na maior parte 66% arrecadadas pela própria universidade, o que não é fácil. Portanto é um desafio que tentamos e temos estado a conseguir gerir e penso que o conseguimos com resultados satisfatórios e sobretudo de missão cumprida dentro das condições que tivemos”, concluiu.

Judite Medina do Nascimento foi pela primeira vez eleita reitora da Uni-CV em Janeiro de 2014, nas primeiras eleições reitorais realizadas na universidade pública de Cabo Verde, tendo obtido 50,9% dos votos face aos candidatos Amália Lopes e Paulino Fortes Lima (então reitor).

Doutorada em Geografia e Ordenamento do Território pela Universidade de Rouen (França), é também mestre em Geografia Humana e Planeamento Regional e Local pela Universidade de Lisboa e licenciada em Geografia pela Universidade Estatal de Kharkov (Ucrânia).

Docente do ensino superior desde 1995, iniciou as suas funções na então Escola de Formação de Professores do Ensino Secundário, depois ISE – Instituto Superior de Educação. É docente do quadro definitivo da Universidade de Cabo Verde desde a sua fundação.

Na data simbólica que é o 27 de Março de 2018, Dia da Mulher Cabo-verdiana, Judite Nascimento tomou posse pela segunda vez consecutiva como reitora da única universidade pública de Cabo Verde.

As eleições para o cargo de reitor da Uni-CV terão lugar no dia 19 de Janeiro de 2022. Três candidatos, José Arlindo Barreto, Odair Varela e Maria de Lourdes Silva Gonçalves compõem a lista, que foi admitida e divulgada pela Comissão Eleitoral da Universidade, no dia 29 de Dezembro de 2021.

O reitor da Uni-CV será nomeado pelo membro do Governo que tutela o ensino superior. A nova equipa reitoral da Universidade de Cabo Verde iniciará funções no próximo dia 25 de Março de 2022, e terá um mandato de quatro anos.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos