UCID apela ao Governo para mandar averiguar por que razão o Estádio Orlando Rodrigues esteve de portas fechadas

 

Cidade da Praia, 28 Jun (Inforpress) – O deputado da UCID (oposição), António Monteiro, apelou hoje ao Governo para mandar “averiguar” por que razão o Estádio municipal do Tarrafal esteve de portas fechadas, impedindo a realização do jogo entre Ultramarina e o Mindelense.

O eleito nas listas da União Cabo-verdiana Independente e Democrática fez estas declarações no período antes da ordem do dia em que os deputados intervêm para manifestar preocupações dos seus círculos eleitorais e do país em geral.

“Encerrar as portas de um estádio para que não se realize uma partida de futebol é grave”, precisou o parlamentar, acrescentando que o que está em causa é o campeonato nacional.

Lembrou que a gestão do estádio Orlando Rodrigues, no município do Tarrafal de São Nicolau, é da responsabilidade do governo local.

O segundo jogo das meias-finais do Campeonato Nacional de Futebol, Ultramarina de São Nicolau-Mindelense de São Vicente, não se realizou nesta terça-feira, porque ninguém apareceu para abrir as portas do Estádio Municipal do Tarrafal de São Nicolau.

O jogo estava marcado para sábado, mas foi adiado para domingo, porque parte da equipa do Mindelense não tinha chegado à ilha de São Nicolau, ficando retida na Praia e no Sal, devido ao cancelamento dos voos da Binter e da TACV para a “Ilha de Chiquinho”.

No domingo, ainda se registava a mesma situação e o jogo foi novamente adiado para terça-feira por falta de uma ligação a São Nicolau.

As duas equipas mostraram-se desagradadas com a decisão, tendo a Ultramarina ameaçado não comparecer ao encontro.

Mas, na tarde de terça-feira, as duas equipas e a da arbitragem dirigiram-se ao estádio, mas não apareceu ninguém para abrir as portas da infra-estrutura desportiva municipal.

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos