Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Turismo: Victor Fidalgo estimula investimento privado mesmo em tempos de pandemia (c/áudio)

Espargos, 02 Set (Inforpress) – O consultor e promotor de investimentos Victor Fidalgo estimula à prossecução do investimento privado no sector do turismo, mesmo em tempos de pandemia motivada pela covid-19 explicando que, “paradoxalmente”, os investimentos turísticos em Cabo Verde “não tiveram choque”.

Victor Fidalgo fez essas declarações à Inforpress, à margem de um workshop  sobre  “Investimentos na retoma e recuperação do turismo”, que teve lugar na tarde de hoje, no âmbito da 64ª Reunião da Comissão Regional da OMT para África, que decorre no Sal de hoje, até sábado, em que Cabo Verde é eleito, pela primeira vez como país anfitrião.

“Na verdade que, dois projectos, um na Boa Vista e outro no Sal, foram interrompidos, mas em São Vicente, quatro projectos que fazem um total de 380 quartos continuam em construção, e deverão ser concluídos no próximo ano”, ilustrou, reforçando, que um dos maiores projectos em Cabo Verde, do Grupo RIU foi inaugurado no ano passado, em plena pandemia.

“Em Cabo Verde, as pessoas, de facto, não se afugentaram com a pandemia. Continuaram a investir, e só este investimento do RIU significou um aumento de 10 por cento (%) em termos da nossa oferta turística. Portanto, não sofremos muito. Claro, que em termos de investimento há sempre uma redução, mas não muito”, enunciou, explicando que o país ”sofreu” foi com o fluxo turístico, já que os hotéis estavam quase todos desactivados.

Victor Fidalgo, que orientou o painel sobre a atracção de investimentos para o sector do turismo, destacou a importância e o contributo do investimento privado no desenvolvimento de Cabo Verde, particularmente no sector do turismo, uma vez que, conforme realçou, cerca de 80/90% dos investimentos estrangeiros no país são orientados para o sector.

“Demonstramos isso, o impacto positivo do investimento e do turismo no desenvolvimento económico de Cabo Verde e na melhoria das condições de vida das populações (…), e claro, apontamos os desafios que temos e continuaremos a ter”, indicou.

“Mas o importante é estar numa dinâmica, vencendo os desafios de forma orientada, ter um produto de qualidade, atrair turistas e ter um turismo inclusivo”, sublinhou.

Não obstante o contexto de pandemia da covid-19 que assola o mundo e a que Cabo Verde também não escapou, Victor Fidalgo estimula os empresários, investidores a investirem em Cabo Verde.

Expectante quanto à retoma do turismo, Victor Fidalgo aponta o funcionamento de alguns hotéis, nomeadamente, o Hotel RIU, os hotéis do Grupo Oásis, o Robinson, que abriu as portas esta quarta-feira, a par de na próxima semana Cabo Verde começar a receber semanalmente um avião com cerca de 200 turistas.

“Talvez, daqui até o final do mês passe a receber dois voos semanais, e em Outubro três. Portanto, sem muita euforia, queremos acreditar que a retoma já está em curso. Estou optimista quanto à retoma”, concluiu.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos