Treze militares cabo-verdianos concluem curso de protecção pessoal a altas entidades promovido pelas FACV

 

Cidade da Praia, 10 Nov (Inforpress) – Treze militares cabo-verdianos concluíram hoje, na Cidade da Praia, o segundo curso de protecção pessoal a altas entidades, promovido pelas Forças Armadas de Cabo Verde.

O director do curso, capitão Isaías Brito, sublinhou que para além dos conhecimentos técnicos, tácticos e do desenvolvimento físico, a formação procurou despertar, avivar e cultivar nos formandos, um conjunto de virtudes e ensinamentos no desempenho das suas missões como agentes de protecção.

Dirigindo-se aos militares, o capitão Isaías Brito que falava na cerimónia de encerramento do curso, disse que o desafio de proteger pessoas, nas mais variadas situações e ambiente irá exigir o máximo da atenção, proficiência e inteligência dos recém-formados.

Segundo Isaías Brito, de um agente de protecção pessoal espera-se poder ver nele capacidade de decidir e de agir de forma sensata e no momento certo”.

Na ocasião, o recém-formado, sargento Arilson Tavares, realçou a importância do curso e afirmou que está pronto a colocar na prática, os conhecimentos adquiridos durante a formação ministrada por dois instrutores portugueses.

“Este curso permitiu-nos adquirir conhecimentos que poderão conduzir para o sucesso da nossa missão e estarmos em condições de contribuir para o desenvolvimento do país”.

O curso que teve a duração de sete semanas foi frequentado por 12 praças, e um sargento no âmbito da cooperação técnica militar entre Cabo Verde e Portugal, visando melhorar a capacidade dos militares cabo-verdianos na aplicação das normas na área de proteção a altas entidades.

Durante a formação foram ministrados os seguintes módulos: técnica de proteção e segurança, planeamento e segurança física, socorrismo, técnicas de condução, legislação, avaliação consolidação e outras atividades, educação física e defesa pessoal.

A cerimónia de encerramento foi presidida pelo comandante da Guarda Nacional, tenente-coronel Armindo Alcides Sá Nogueira Miranda, que neste momento está a substituir o chefe do Estado Maior das Forças Armadas, que se encontra em missão no exterior.

JL/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos