Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Transporte Interilhas de Cabo Verde ainda sem voos para mês de Maio – direcção da companhia

Mindelo, 22 Abr (Inforpress) – A Transporte Interilhas de Cabo Verde (TICV) encontra-se ainda sem voos à venda para o mês de Maio, situação que o director-geral da companhia comunicou aos trabalhadores na manhã de hoje, apontando como causa a pandemia. 

Luís Quinta explicou o cenário da empresa aos funcionários em carta enviada hoje ao colectivo da TICV, a que a Inforpress teve acesso, e confirmou a ausência de voos para o mês de Maio, através de contactos com algumas agências de viagens. 

O director-geral da TICV mencionou na nota aos trabalhadores que “todos sabem que ainda não há voos para o mês de Maio à venda e que, por esta razão, há várias semanas, mesmo meses”, que decorrem conversações entre os accionistas da empresa e o Governo para resolver a situação, que “passará por um conjunto de soluções a acordar” entre as partes. 

“Temos que lembrar que já vai para mais de um ano que todos fomos afectados por esta pandemia e nunca recebemos um único apoio. Isto aliado à quebra de passageiros, não é sustentável para nenhuma companhia, como é óbvio, daí precisarmos de apoios financeiros e outros”, lê-se na carta. 

Luís Quinta vai mais longe ao afirmar que “vários Estados estão a apoiar o sector”, pois, com “muitas raras excepções, ninguém irá aguentar os dois ou três anos de crise que se preveem”. 

“Estamos todos a trabalhar nisso, infelizmente em velocidades diferentes, mas de todas as formas, creio que no início da próxima semana já estará ultrapassada a situação”, asseverou o director-geral da TICV, que exorta os trabalhadores a continuarem a “trabalhar bem, como sempre”. 

A TICV também esteve na iminência de suspender os voos do mês de Abril devido a um diferendo com a Agência da Aeronáutica Civil (AAC), mas que foi “parcialmente ultrapassada” com a intervenção do Governo. 

LN/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos