Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Trabalhadores do INE dizem-se “enganados” e estão dispostos a irem ao tribunal para fazerem valer os seus direitos

Cidade da Praia 15 Abr (Inforpress) – Os trabalhadores do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) disseram hoje que foram enganados e que brevemente anunciarão outras formas de luta sindical, contudo não descartam a possibilidade de irem ao tribunal para fazerem valer os seus direitos.

Em conferência de imprensa realizada hoje na Cidade da Praia, acompanhada de uma breve manifestação dos trabalhadores do INE, o presidente do Sindicato da Indústria, Serviço, Comércio, Agricultura e Pesca (SISCAP), Eliseu Tavares, acusou a instituição de “enganar” os trabalhadores.

“Esta é uma denúncia pública e é também uma clara manifestação, embora de forma mais contida, dos Trabalhadores do INE, face àquilo que consideram de uma autêntica falta de respeito, mas também uma afronta e falta de consideração”, sublinhou Eliseu Tavares.

Conforme este sindicalista, em causa está a forma como os trabalhadores receberam as respostas às suas legítimas reclamações à lista nominativa de transição, fixada pelo Conselho de Administração do INE, no dia 15 de Fevereiro.

Segundo o mesmo, cada trabalhador manifestante recebeu resposta à sua reclamação sem a devida assinatura do presidente do INE, que é quem, legal e estatutariamente, representa e obriga a instituição e a quem as reclamações foram endereçadas para decisão do Conselho de Administração.

“Para piorar ainda mais o tenso clima interno”, disse este responsável, quase 100 por cento (%) das reclamações tiveram “provimento negativo”, ou seja, não foram atendidas e o que essencialmente pediam ao Conselho de Administração, era um “melhor” e “justo” enquadramento.

De acordo com o mesmo, os trabalhadores conhecendo a barreira imposta pelas normas transitórias da portaria nº 11/2021 de 02 de Fevereiro, preventivamente e para acautelar enviaram, através do SISCAP, no dia 25 de Fevereiro, uma reclamação pedindo alteração destas normas, rubricada por mais de 40 trabalhadores.

Entre as reclamações, citou a valorização correta do tempo de serviço efetivo prestado no INE, possibilidade de os trabalhadores com mais de 24 anos de com provas dadas em termos de competência e experiência atingirem o topo de carreira em menos tempo e não ter que esperar mais 20 anos para atingir o topo da carreira.

“Reconhecimento e correta valorização das habilitações académicas dos trabalhadores, infelizmente, relativamente a esta reclamação coletiva, o CA do INE fez orelhas surdas. Particularmente, há um caso gritante de uma trabalhadora que, como manda a própria portaria, devia transitar automaticamente para a carreira técnica, mas que na lista de transição não teve tal enquadramento. Reclamou e teve resposta negativa”, frisou este responsável.

Elísio Tavares disse ainda que o Conselho de Administração do INE não tem a “capacidade” ou “vontade” para cumprir os prazos legais de resposta às reclamações cumprimento dos prazos legais, mesmo com o bónus de 12 dias conseguida sede da conciliação mediada pela DGT no passado dia 01 de Abril.

“Paralelamente a todo este descaso”, informou ainda que há casos de discriminação para com a maior parte dos trabalhadores, experientes e especializados, que não foram envolvidos na “maior operação estatística do INE”, que é o Censo 21.

Por seu turno, o representante sindical dos trabalhadores do INE, Orlando Monteiro, disse que não descartam a possibilidade de irem ao tribunal para fazer valer os seus direitos, salientando que têm várias alternativas sobre a mesa.

Porque conforme realçou, têm dialogado com o Conselho de Administração, mas o que tem havido é atrasos da reacção da mesma, tendo afiançado que a “única” coisa que o INE conseguiu até hoje foi “unir” os trabalhadores.

TC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos