Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Tóquio 2020: Chefe da missão olímpica de Cabo Verde garante que preparativos estão no final

Cidade da Praia, 09 Abr (Inforpress) – O chefe da missão olímpica de Cabo Verde aos jogos “Tóquio 2020”, Leonardo Cunha, garantiu hoje que os preparativos já estão no final, mas afirmou que essa olimpíada vai ser muito “exigente” para os atletas.

Em declarações à comunicação social, o chefe da missão olímpica de Cabo Verde avançou que “Tóquio” está a ser muito exigente do ponto de vista das restrições que os atletas terão de enfrentar para participarem nos jogos.

“Os atletas terão de fazer testes PCR de quatro em quatro dias, pois não é obrigatório ser vacinado, mas, contudo, seria algo muito benéfico para os atletas, pois eles estariam um pouco despreocupados na sua participação nos jogos”, informou.

Leonardo Cunha disse que a organização do evento está a construir umas “bolhas” de segurança sanitária, denominados “bolha para bolha”, no qual os atletas passam e o objectivo é evitar qualquer tipo de contágio do vírus da covid-19, nas pessoas que estão dentro da “vila olímpica”.

“Está a ser exigente da nossa parte, mas felizmente nós já tínhamos um planeamento bastante avançado relativamente às questões logísticas para os jogos, pelo que estão na normalidade. Estamos apenas a reagir às novas exigências que nos estão a ser solicitadas, mas acreditamos que vamos conseguir levar tudo a bom porto e que vamos ter uma missão de sucesso”, afirmou.

O responsável informou que, por agora, Cabo Verde não tem nenhum atleta confirmado para participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e que saberão no dia 28 de Junho de 2021, mas informou que já tem vagas garantidas para duas modalidades.

“No momento já temos vagas para dois atletas de natação, masculino e feminino, que já estão confirmados e também temos uma vaga para um atleta de atletismo” disse, adiantando  que a qualificação de judo está mais do que certa.

O chefe de missão designado pela Comissão Executiva do Comité Olímpico Cabo-verdiano, Leonardo Cunha, que já vai na sua segunda participação como chefe de missão de Cabo Verde, a primeira nos Jogos do Rio2016 e agora Tóquio 2020.

DM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos