Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Terceira dose da vacina aumenta em 87% a capacidade de resposta à covid-19 – ministro da Saúde

Cidade da Praia, 09 Jan (Inforpress) – O ministro da Saúde considera que a aplicação da terceira dose da vacina é “fundamental” porque aumenta em 87% a capacidade de resposta à covid-19, tendo neste sentido apelado à adesão das pessoas ao plano de vacinação.

De acordo com Arlindo do Rosário, a taxa de vacinação com a primeira dose a nível nacional situa-se em 84,9%, o país atingiu a meta de 71% da população vacinada, adiantando que a nível dos adolescentes os dados apontam que 46,5% dos mesmos já receberam a primeira dose da vacina a nível do país.

“Este ritmo de vacinação dos adolescentes irá com certeza aumentar nos próximos dias com a reabertura das aulas e creio que em breve nós teremos uma taxa de vacinação de adolescentes muito mais elevada”, perspectivou o governante, durante um encontro do primeiro-ministro com as forças vivas da região de Santiago Norte, realizado sábado em Assomada, Santa Catarina, no quadro da campanha de vacinação contra a covid-19.

No entanto, mostrou-se “preocupado” com o baixo nível de vacinação dos adolescentes em Santiago Norte, adiantando que os dados apontam que na região norte da ilha, a taxa de vacinação de adolescentes é inferior a nível nacional.

Abordando a evolução da pandemia em Cabo Verde nas últimas semanas, o governante avançou que de 22 de Dezembro a 06 de Janeiro, o país registou cerca de 10.996 casos, alertando que num período de 15 dias o país teve um terço daquilo que tinha sido registado nos dois anos.

Conforme frisou, as informações da Organização Mundial da Saúde revelam a nível mundial que há um aumento “exponencial” do número de novos casos com a circulação da variante Ómicron, ressalvando que as duas doses de vacina contra a covid-19 não são muito eficazes em relação à variante Ómicron, daí, a necessidade de se avançar com a terceira dose por forma a reforçar anticorpos e evitar a propagação da doença.

Arlindo do Rosário asseverou ainda que o aumento de casos positivos da covid-19 em Cabo Verde tem tido um impacto “muito grande” nas instituições públicas e privadas, com destaque para o sector da saúde em que há muitos profissionais que também estão infectados, o que, por sua vez, poderá condicionar a “boa” prestação dos serviços.

Destacou, por outro lado, as medidas que têm sido implementadas no combate à covid-19 e reforçou o apelo ao cumprimento das recomendações sanitárias e adesão ao plano de vacinação.

“O papel das câmaras municipais, das organizações não governamentais de toda a gente é fundamental neste processo, nós estamos a enfrentar um grande desafio é preciso estarmos cientes desse grande desafio que estamos a passar e que assim como já conseguimos em outros momentos responder, tenho certeza que podemos e vamos conseguir responder e bem a essa situação”, declarou, afiançando, entretanto, que as autoridades irão reforçar a fiscalização do cumprimento das recomendações.

Cabo Verde reportou, este sábado uma morte e 1.005 novas infecções, num universo de 2.430 amostras analisadas, pelo que o País passa a contabilizar 49.850 casos positivos acumulados.

O País passa a contabilizar 6.685 casos activos, 42.777 casos recuperados, 360 óbitos, 19 óbitos por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total de 49. 850 casos positivos acumulados.

A covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos