Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CVTelecom: Estado encaixou cerca de 42 bilhões e 700 milhões de escudos durante os primeiros 25 anos de concessão

Cidade da Praia, 12 Jan (Inforpress) – O presidente do conselho de administração (PCA) da CV-Telecom disse hoje que durante os primeiros 25 anos de concessão o Estado recebeu cerca de 42 bilhões e 700 milhões de escudos, sob a forma de dividendos e de receitas.

“Para além disso, deve-se frisar que o Estado deixou de ter preocupações com a realização dos investimentos no sector”, afirmou João Domingos Correia, que apontou outros ganhos, como investimentos realizados pelo grupo que ascenderam a 35 bilhões e 800 milhões de escudos.

O PCA da CV-Telecom fez estas revelações na cerimónia de assinatura do novo contrato de concessão do serviço público de comunicações electrónicas assinado entre a sua empresa e o Estado de Cabo Verde, que foi presidida pelo primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva.

Na ocasião, o presidente do conselho de administração da CV-Telecom revelou que os investimentos realizados pelo grupo ascenderam a 35 bilhões e 800 milhões de escudos.

Desse valor, avançou João Domingos Correia, cerca de 22 bilhões e 250 milhões de escudos foram investimentos realizados diretamente pela CVTelecom, a maioria das quais sobre a rede concessionada.

“As subsidiárias da CVTelecom, CV Móvel e CVMultimédia investiram, ao todo, um total de 13 biliões, 627 milhões de escudos, investimentos esses que permitiram ao país dar um salto considerável, em matéria de telecomunicações e comunicações eléctronicas”, apontou João Domingos Correia.

Segundo ele, estes investimentos permitem doptar o País de uma “excelente rede” de cobertura móvel e de um serviço de internet da banda larga, “todos suportados numa infraestrutura onde se destacam a rede nacional de fibra óptica e os cabos submarinos internacionais de fibra optica de ultima geração.

Anunciou que durante a vigência do presente contrato de concessão os investimentos rondarão os 40 biliões de contos, cujo plano será brevemente apresentado ao Governo.

“Reiteramos neste acto que assumimos a internacionalização dos negócios, como via para ganharmos escalas e reduzir, cada vez mais, os custos grossistas que, por sua vez, permitirão reduzir os preços de retalho, para melhor servirmos o país e os cabo-verdianos”, concluiu o PCA da CV Telecom.

LC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos