Tarrafal: Moradores de Achada Tenda pedem mais investimentos na juventude visando a criação de emprego

Tarrafal, 25 Jan (Inforpress) – Os moradores da localidade de Achada Tenda, no município do Tarrafal de Santiago, pediram hoje à edilidade, na sessão extraordinária da Assembleia Municipal (AM), mais investimentos na juventude local, visando a criação de emprego.

Durante o período de intervenção do público, no âmbito da sessão descentralizada da AM, que teve lugar no Centro Comunitário de Achada tenda, os munícipes, sobretudo os jovens, aproveitaram para colocaram questões e preocupações à Câmara Municipal e aos eleitos municipais, relacionadas com o desporto, juventude, desemprego, ligação domiciliária de água e energia e infra-estruturas.

Estes jovens, que consideram de “grave” o facto de a edilidade ter deixado obras inacabadas nessa comunidade, considerada a terceira maior do concelho.

Além da conclusão da obra de calcetamento, pediram reabilitação da placa desportiva, com a colocação de casas de banho e balneários, construção de uma praça e ainda a instalação de uma caixa da rede vinti4, tendo em conta que a localidade foi elevada recentemente à categoria de vila.

Respondendo às questões e preocupações dos munícipes, o presidente da Câmara Municipal do Tarrafal, José Nunes Soares, considerou essas reivindicações dos jovens de “justas e legítimas”, tendo enaltecido, por outro lado, que tudo aquilo que se fez nessa vila foi feito em parceria com a população.

No que tange à água, o autarca informou que, brevemente, a localidade vai atingir a meta dos 100 por cento (%) de abastecimento de água, tendo indicado que, para além das 16 casas que já têm água canalizada, proximamente todos tê-lo-ão, uma vez que a autarquia já tem a garantia de financiamento de uma associação francesa para tal.

Apesar de reconhecer o problema da energia, José Nunes Soares aproveitou para pedir à população para não roubarem a energia, tendo comprometido intervir junto da ELECTRA para que o mesmo seja solucionado.

Relativamente ao desemprego, fez saber que uma das formas para combate-la é a aposta na formação, que aliás, lembrou, é o que a Câmara tem feito.

A propósito, reafirmou a intenção da edilidade em transformar o ex-Centro de Saúde em um Centro de Emprego e Formação Profissional, que vai, igualmente, beneficiar os de Bibimboa e Achada Porto, que compõem a vila de Achada Tenda.

José Nunes Soares acredita que o desemprego vai ser resolvido com os investimentos que o concelho vai receber a nível do turismo, com destaque para Chã de Baixo Resort, com 300 camas, Oásis Atlântico Eco-Resort com 171 bungalows.

A nível de infra-estruturas desportivas, lembrou que a localidade, que já dispõe de um campo pelado e placa desportiva, foi a que mais beneficiou com o programa nacional de actividade física e saúde “Mexi-Mexê”, que formou vários jovens monitores.

A sessão ordinária da AM prossegue este sábado, tendo na ordem do dia a discussão e aprovação, na especialidade, da proposta do Código de Postura Municipal, deliberação sobre a proposta de aumento, cessão e cedência de capital social e nova estrutura societária da AdS – Águas de Santiago e deliberação sobre o contrato de cedência do restaurante Baía Verde e anexos ao Manuel Gonçalves Barreto.

FM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos