Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Tarrafal de Santiago vai ter seu primeiro centro de acolhimento de pessoas vulneráveis

Tarrafal, 19 Mai (Inforpress) – O município do Tarrafal, no interior de Santiago, vai ter em meados de Junho do corrente ano o seu primeiro centro de acolhimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social, como forma de dar mais atenção às mesmas.

A informação foi avançada hoje em nota pela edilidade tarrafalense, explicando que esta “resposta social” levada a cabo pelo pelouro de Educação, Saúde e Coesão Social, tem como objectivo apoiar indivíduos que, quer pelas suas opções de vida, desestruturação pessoal, quer por processos de degradação do seu estado de saúde (toxicodependência, alcoolismo, doença psiquiátrica ou infecciosa), se encontram com necessidade de alojamento emergente.

O município liderado por José dos Reis adiantou que neste momento está em curso os trabalhos de remodelação do espaço, através de pintura, revestimento nas fachadas, alteração de pavimento, substituição de revestimentos de casas de banho e louças sanitárias, alteração de móveis de cozinha, reconfiguração do espaço e a reciclagem de mobiliário.

Além do centro de acolhimento a ser instalado ao lado dos serviços de promoção social da Câmara Municipal do Tarrafal, esse município do interior de Santiago alberga ainda mais dois projectos socais, nomeadamente Loja Social e Centro Municipal de Cuidados, denominado “Graciosa”.

O Centro Municipal de Cuidados, com sede no antigo Centro de Saúde, funciona de segunda-feira a sábado, das 08:00 às 14:00, e acolhe neste momento 15 crianças e jovens com necessidades de cuidados especiais oriundos de famílias carenciadas.

De acordo com a mesma fonte, o projecto visa proporcionar às crianças e jovens contemplados cuidados diversos como refeição e cuidados de higiene.

Prevê-se nos próximos tempos a possibilidade de serem introduzidas consultas de fisioterapia, hidroterapia e musicoterapia, bem como consultas com psicólogos, educadores especiais, fonoaudiólogo e oftalmologista.

A Loja Social encontra-se também aberta para combater a pobreza e ajudar as famílias em dificuldades, oferecendo bens alimentares, vestuários, calçados, electrodomésticos, entre outros.

De momento, conforme informações avançadas pela autarquia, encontram-se disponíveis alguns produtos, como vestuários para crianças e adultos, calçados, brinquedos, materiais escolares, cobertores de cama, toalha de banho e outros.

De acordo com a edilidade tarrafalense, o objectivo da Loja Social, inaugurada a 10 de Maio de 2019, e que funciona no rés-do-chão do edifício IFH (junto ao liceu da cidade), é combater a pobreza e exclusão social, bem como promover melhores condições de vida às pessoas em situações de maior vulnerabilidade social, através da criação de uma rede solidária.

Garantir uma resposta social eficaz, criar oportunidade de suprir de forma rápida as necessidades básicas das famílias vulneráveis [do município do Tarrafal de Santiago], despertar e incentivar o espírito solidário dos munícipes são outros objectivos deste projecto social.

É propósito ainda do programa potenciar a responsabilidade social e comunitária das populações, através de voluntariado e doação de produtos, assegurar o bem-estar dos beneficiários e o respeito pela sua dignidade, para além de empoderar as famílias.

A Loja Social funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 08:00 às 16:00.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos