Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Tarrafal de Santiago vai ter Loja Social para combater pobreza e ajudar famílias em dificuldades (c/áudio)

Tarrafal, 12 Dez (Inforpress) – O município do Tarrafal, no interior de Santiago, vai ter em 2019 uma Loja Social para combater a pobreza e ajudar famílias em dificuldades, oferecendo bens alimentares, vestuários, calcados e electrodomésticos e entre outros.

A informação foi dada pela vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara Municipal do Tarrafal, Eva Lopes, à margem do fórum “Inclusão Social”, nesta terça-feira, tendo adiantando que já deram um “grande passo” criando uma rede solidária para garantir a sua sustentabilidade, que vai ser constituída por parceiros a nível local e da diáspora, contando já com parceria de cinco municípios de Portugal.

A Loja Social, fez saber a mesma fonte, vai igualmente trabalhar em articulação com organismos e instituições locais que trabalham no âmbito social para que possam dar respostas às necessidades imediatas de todas as famílias carenciadas.

O objectivo da Loja Social, que já foi apresentado à sociedade civil e que conta com apoio do Governo e de mais cinco municípios portugueses, é combater a pobreza e exclusão social, bem como promover melhores condições de vida às pessoas em situações de maior vulnerabilidade social, através da criação de uma rede solidária.

Garantir uma resposta social eficaz, criar oportunidade de suprir de forma rápida as necessidades básicas das famílias vulneráveis [do município do Tarrafal de Santiago], despertar e incentivar o espírito solidário dos munícipes, potenciar a responsabilidade social e comunitária das populações, através de voluntariado e doação de produtos, assegurar o bem-estar dos beneficiários e o respeito pela sua dignidade, aproximar quem tem de quem procura e empoderar as famílias são outros dos objectivos deste projecto social.

Segundo a responsável pelo pelouro do Desenvolvimento Social, a Loja Social vai receber produtos alimentares perecíveis e não perecíveis, material didáctico e escolar, produtos de higiene, vestuários, calcados, brinquedos, mobiliário, electrodomésticos, colchões, cobertores de cama, tolha de banho e entre outros.

De acordo com a mesma fonte, para se conseguir tais produtos, prevê-se ainda a recolha e envio de donativos que serão entregues de forma gratuita a todas as famílias carenciadas encaminhadas por organismos e instituições locais que trabalham no âmbito social.

A autarca informou ainda que, numa primeira fase, o projecto vai beneficiar 50 famílias, admitindo, entretanto, que a Loja Social vai adaptando-se à realidade, aumentando ou diminuindo utentes.

É que, segundo ela, mais do que criar “dependência”, pretende-se com a Loja Social empoderar as famílias.

Na ocasião, disse ainda que além da Loja Social, a edilidade tarrafalense conta ainda com mais quatro projectos socais, mormente Horta Familiar que se encontra em execução, Escola da Família e Centro de Cuidados denominado “Graciosa” que serão inaugurados no dia 21 de Dezembro, sendo que a Cooperativa de Corte e Costura Criativa, Decorativa e Utilitária fica para próximo ano.


FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos