Diáspora: Jovem pesquisador cabo-verdiano quer fazer a diferença no mundo académico

Rio de Janeiro, Brasil, 11 Dez (Inforpress) – Chegou ao Brasil aos 38 anos, com o objectivo de “ser alguém” no mundo académico, e, em oito anos, fez uma especialização, um mestrado, deve concluir o doutoramento em 2021 e já publicou dois livros. Trata-se de Arlindo Nascimento Rocha, 46 anos, santantonense da Ribeira Alta, que […]