Suspensão  das emissões da RTP- África na Guiné-Bissau é um “atentado à liberdade e à democracia” – Cipriano Cassamá

 

Cidade da Praia, 19 Ago (Inforpress) – Cipriano Cassamá, presidente do Parlamento da Guiné-Bissau, disse hoje, na Cidade da Praia, que a suspensão das emissões da RTP África no seu país é um “atentado à liberdade e à democracia”.

“O Parlamento  que  tenho a honra de dirigir condenou (a suspensão) porque isto já é um atentado à liberdade á democracia e à consolidação da liberdade de imprensa”, precisou Capriano Cassamá que espera que o Governo da Guiné-Bissau, que ele considera “inconstitucional”  analise para que sejam retomadas o mais rapidamente possível as emissões da Rádio Televisão Portuguesa naquele país da África Ocidental.

Cassamá fez estas declarações ao ser abordado pela imprensa à margem do encontro com o seu homólogo cabo-verdiano, Jorge Santos, a quem veio convidar para Cabo Verde voltar a participar de “forma mais activa” na União dos Parlamentos Africanos, que tem marcado para os dias 06 e 10 de Novembro, em Uagadugu (Burkina Faso) mais uma conferência.

Para o presidente da casa parlamentar guineense, a RTP-África une os países da CPLP.

Depois de se encontrar com Jorge Santos, o presidente do Parlamento guineense foi recebido, em audiência, pelo Chefe de Estado Jorge Carlos Fonseca.

LC

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos