Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Supremo Tribunal Federal do Brasil arquiva pedido de libertação de Lula da Silva

Rio de Janeiro, Brasil, 23 Jun (Inforpress) – O Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil arquivou hoje o pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que deveria ser julgado na próxima terça-feira.

A defesa do ex-presidente tinha apresentado no STF um pedido para suspender a execução da sentença de 12 anos e um mês de prisão até que fossem esgotados todos os recursos judiciais possíveis.

Pedia ainda ao STF a prisão domiciliária para o antigo presidente do Brasil, caso não fosse suspensa a ordem de prisão decretada em Abril.

A audiência sobre o caso estava prevista para a próxima terça-feira, mas o juiz Luiz Edson Fachin arquivou o pedido, impossibilitando a discussão.

A decisão surge poucas horas depois da recusa do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4) (que em Janeiro ratificou a condenação contra Lula), em enviar o recurso ao STF, alegando que a mais alta instância judicial do país examina violações à Constituição e que, na sentença contra Lula, não houve elementos que justificassem o pedido.

Com esta decisão do TRF4, o pedido feito pela defesa do ex-presidente foi considerado “prejudicado”, segundo Fachin.

O antigo chefe de Estado brasileiro foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, em regime fechado, por corrupção e lavagem de dinheiro, num caso relacionado com o escândalo Lava Jato, encontrando-se a cumprir pena, desde 07 de Abril, em Curitiba.

O caso envolve um apartamento de luxo na cidade brasileira do Guarujá, que terá sido dado a Lula da Silva como suborno pela construtora OAS, em troca de vantagens em contratos com a petrolífera estatal Petrobras.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos