Sociólogo destaca forte influência da Igreja Católica na educação em Cabo Verde ao longo dos séculos

Cidade da Praia, 07 Nov (Inforpress) – O sociólogo e professor universitário Adilson Semedo destacou hoje a influência da Igreja Católica na educação em Cabo Verde, apontando que ao longo dos anos foi a única instituição com o papel de evangelização e instrução.

Adilson Semedo fez esta observação à imprensa, à margem da conferência intitulada “o contributo da Igreja Católica na educação em Cabo Verde: passado, presente e futuro” e de uma eucaristia, que marcaram a solenidade de abertura do ano académico 2021-2022, da Escola de Formação Cristã das Dioceses de Santiago e do Mindelo.

Na ocasião, explicou que a conferência olha para a relação da Igreja e a educação, numa perspectiva diacrónica, não só os vários momentos vivenciados no passado, mas um enquadramento sociológico no sentido de se tentar compreender que esta relação sempre foi em contextos sociopolíticos que definiam as modalidades com que interagiram tanto a religião como a sociedade. 

“Então, o foco é mostrar que a educação sempre esteve presente no processo de evangelização que foi desenvolvido nas ilhas no curso dos séculos, mas nunca foi uma presença contínua e regular, por outro lado, foi sempre marcada pelas contingências vivenciadas, pelos contextos sociais e políticos de então”, avançou.

Segundo o sociólogo, a maior parte da literatura sobre a influência da Igreja na educação destaca que esse papel foi tremendo, porque, explicou, a única instituição organizada na altura, particularmente nos três primeiros séculos, era exactamente a instituição sobre a qual recaia o papel de socializar aqueles que estavam no País e os que chegavam.

“Mas se calhar nos dias que correm podemos diferenciar a evangelização como uma coisa e a instrução outra”, disse, sublinhando, contudo, que há várias obras hoje que falam sobre isso e que olham com atenção o desempenho da Igreja no campo educacional.

“Temos uma literatura considerável, para além de uma grande quantidade de artigos escritos por nacionais e estrangeiros que também se debruçam sobre o assunto”, referiu.

De acordo com a organização, ao longo dos anos, e no prosseguimento da sua missão, a Igreja Católica não só tem ampliado a formação dos leigos e agentes pastorais, como colaborado com o Governo na formação dos estudantes do ensino público, mormente em disciplinas de forte conteúdo ético, moral e axiológico, a pedido das entidades competentes ou por iniciativa própria.

Paralelamente, a Igreja Católica tem apostado na formação eclesiástica de nível superior, mediante o apoio à frequência de instituições universitárias católicas por centenas de jovens, em diversos países, em ordem ao exercício do ministério presbiteral e laical. 

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos