Situação actual da sociedade cabo-verdiana denota “necessidade urgente” de conversão – cardeal

Cidade da Praia, 16 Abr (Inforpress) – A situação actual da sociedade cabo-verdiana denota “necessidade urgente” de conversão, disse hoje o cardeal Dom Arlindo Furtado, que vê nessa mudança uma das formas de “eliminar toda a espécie de violência e indiferença que grassam” no país.

O sublinhado de Dom Arlindo Furtado foi feito durante a sua homilia na missa do Domingo de Páscoa, o dia da ressurreição de Jesus e sua primeira aparição para seus discípulos, realizada hoje na igreja matriz de Nossa Senhora da Graça, na Cidade da Praia.

“Olhando para aquilo que acontece ao nosso lado, na nossa sociedade, vemos que há uma necessidade de conversão e que há a necessidade enorme e urgente desse encontro de todos os cabo-verdianos de todas as pessoas, homens e mulheres para podermos  em definitivo  eliminar toda a espécie de violência  e toda a espécie de indiferenças que existem na nossa sociedade, toda a espécie do desprezo  do outro que também acontece na sociedade”, disse.

Dom Arlindo Furtado mostrou-se ciente de que existe “muita resistência” à mudança por parte das pessoas, que recusam acolher Deus nas suas vidas.

Por isso, o apelo é que essas pessoas “abram à porta do seu coração” para que Jesus Cristo possa entrar e permanecer nas suas vidas.

“Há tantas pessoas que recusam abrir o coração para acolher Jesus. Então sentem vazios grandes e procuram compensar esses vazios afogando-se em álcool, nas drogas e em outros vícios que em vez de ajudar a resolver o problema complica sempre mais. Ao longo da história da salvação tivemos tantos exemplos de pessoas que erradamente punham o foco da sua vida, a sua procura em lugares errados”, anotou.

Por isso sugere “mudança de foco# e aconselhou as pessoas a apoiarem-se em Cristo ressuscitado, pois, conforme frisou, ele deu a sua vida para salvar o seu povo.

“Já não somos escravos do mal, mas sim filhos livres, cidadãos da terra, preparando para assumir em pleno a sua cidadania celeste com Cristo ressuscitado… Perguntem a Madalena como que ela fez para mudar a sua vida, aqueles que põe o foco da sua vida na sua inteligência esquecendo todo resto perguntem a Paulo, a Santo Agostinho como é que eles fizeram para encontrar Jesus que é o essencial  e o tesouro maior das suas próprias vidas”, sugeriu.

A Páscoa é uma festividade importante para os cristãos, pois celebra a morte e ressurreição de Jesus Cristo, um episódio bíblico interpretado como a passagem para novos tempos e novas esperanças para a humanidade.

Daí a necessidade de se adequar os comportamentos a esses novos tempos.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos