Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Sistema de segurança da aviação civil cabo-verdiano classificado como “excelente”

Cidade da Praia, 13 Jul (Inforpress) – O sistema de segurança da aviação civil cabo-verdiana foi considerado “excelente” por uma equipa de auditores norte-americanos que de 06 e 08 deste mês estiveram em Cabo Verde para auditoria ao sistema nacional.

Em comunicado, a Agência de Aviação Civil (AAC) refere que esta auditoria realizada pela Transportation Security Admnistration (TSA) teve como objectivo medir o nível de cumprimento das normas e práticas recomendadas constantes do Anexo 17 à Convenção de Chicago de 1944 sobre “Segurança de Aviação Civil e contra actos de interferência ilícita” para efeito de manutenção do estatuto de “Last Point of departure” (LPD) para os EUA, detido por um grupo bastante restrito de países do continente africano.

A auditoria, de acordo com a mesma fonte, recaiu sobre as áreas de organização de segurança, formação e treino, controlo de qualidade, operações aeroportuárias, segurança e protecção de aeronave, passageiros e bagagem, carga aérea e correios e catering, segurança do “lado terra”, cibersegurança e resposta a actos de interferência ilícita.

“Comparativamente à anterior auditoria realizada em 2019, o Aeroporto Internacional da Praia – Nelson Mandela (AIDP-NM) atingiu um nível de excelência relativamente à implementação efectiva dos requisitos de segurança, o que indica que as operações aéreas a partir de Cabo Verde para os EUA são efectuadas em ambiente seguro e definiu a manutenção do AIDP-NM enquanto LPD”, informou a AAC.

A Agência frisa, entretanto, que esta auditoria decorreu em contexto de ausência de voos para os EUA desde Abril de 2020 e em meio a um quadro adverso restritivo provocado pela pandemia da covid-19.

“Tão logo, a TACV reiniciar os voos para Boston, a TSA fará uma nova auditoria, desta feita à operadora aérea, tendo como referência os normativos de segurança norte-americana”, indicou a AAC.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos