Sistema de aviação civil nacional vai ser auditado pelo organismo que supervisiona a aviação civil internacional (ICAO)

Cidade da Praia, 31 Jun (Inforpress) – O sistema de aviação civil nacional foi seleccionado para ser submetido a uma missão de validação por parte da Organização de Aviação Civil Internacional (ICAO), marcada para o período de 05 a 12 de Junho, informou a Agência de Aviação Civil (AAC).

Em comunicado de imprensa, a AAC esclarece que esta missão de validação internacional tem como propósito verificar “in loco”, o progresso feito pelo Estado na resolução de deficiências de segurança que foram identificadas durante a auditoria anterior (2009), mediante a avaliação das acções correctivas ou medidas de mitigação adoptadas por Cabo Verde.

A AAC informa que por mais de uma década, a ICOA tem vindo a realizar actividades de monitoramento e auditorias, no âmbito do Programa Universal de Auditoria de Supervisão de Segurança (USOAP), que permite a esse organismo internacional avaliar as capacidades de supervisão em matéria de segurança dos vários Estados-Membros.

“Depois de ter sido submetido a uma auditoria em 2009, Cabo Verde destaca-se pelos resultados de implementação efectiva “1”, acima da média africana, e que também colocaram o país numa posição superior a nível mundial”, lê-se nota da AAC.

Acrescenta, no entanto, que a nova abordagem de monitoramento contínuo adoptado pelos organismos que supervisionam a aviação civil internacional possibilita a verificação progressiva do nível de conformidade dos estados-membros com as normas e práticas recomendadas.

A produção de procedimentos e documentação necessária que a análise de factores de risco relacionados com a segurança, por forma a assegurar o cumprimento das obrigações de cada Estado, são segundo a mesma fonte, algumas recomendações da Organização de Aviação Civil Internacional

“A vinda dos auditores da ICAO para uma missão de validação representa uma ocasião única e de extrema importância para o sistema de aviação civil nacional, que irá demonstrar na prática, se ao longo das últimas décadas, o país implementou o plano”, considera a AAC.

OM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos