Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Sissoko Embaló “lamenta o silêncio de muitos anos” entre Guiné-Bissau e Cabo Verde

Cidade da Praia, 08 Jul. (Inforpress) – O presidente da República da Guiné-Bissau considerou hoje, na Praia, que Cabo Verde e Guiné-Bissau, enquanto países irmãos merecem troca de visitas frequentes entre os chefes de Estado e seus dirigentes e “lamentou o silêncio de muitos anos”.

À sua chegada ao Aeroporto Internacional Nelson Mandela na Cidade da Praia, Umaro Sissoko Embaló criticou o “silêncio de muitos anos”, alegando que “não pode ser considerado uma vergonha”, mas que os dois países devem trocar visitas sempre que necessário.

O Chefe de Estado bissau-guineense, que iniciou esta manhã uma visita de quatro dias a Cabo Verde, fez questão de agradecer o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, pela iniciativa, de conjuntamente, os dois presidentes retomarem as relações de amizade “entre os dois estados e povos irmãos”.

Sissoko Embaló, que fez questão de falar à imprensa no crioulo de Bissau para afirmar que os dois chefes de Estado se entendem no crioulo, tanto num como em outro país, disse que em ambos os países existem fortes ligações familiares.

“Sinto-me em casa. Encontro-me num país no qual tenho laços. Espero que desta visita haja muita troca de relacionamento e que haja bons resultados”, prognosticou.

Ao longo destes quatro dias desta que é a sua primeira visita oficial, Sissoko Embaló tem agendado encontro com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, recebe uma visita de cortesia do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, desloca-se à Cidade Velha enquanto Património Mundial da Humanidade pela Unesco, e a uma série de instituições nas ilhas de Santiago e São Vicente.

Esta visita acontece, segundo alguns observadores, num momento de “forte reforço das relações” entre os dois países e, também, antes da cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), prevista para os dias 16 e 17 deste mês, em Luanda, Angola.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos