Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Síria: Cidade de Idleb sob controlo ‘jihadista’ após retirada de rebeldes – OSDH

 

Beirute, 23 Jul (Inforpress) – A cidade de Idleb, no noroeste da Síria, passou hoje a estar sob controlo de ‘jihadistas’, após a retirada de um grupo rebelde rival, informou o Observatório Sírio do Direitos Humanos (OSDH).

“O grupo Ahrar al-Cham retirou-se da cidade de Idleb e a partir de agora é a coligação Tahrir al-Cham (ligada a uma antiga ramificação síria da Al-Qaida) que controla a cidade e a sua administração”, disse à AFP Rami Abdel Rahmane, director do OSDH.

Enquanto isso, a milícia xiita libanesa Hezbollah anunciou hoje que, depois de dois dias de combates, “libertou” 70% das zonas controladas pela organização de libertação do levante, antes Frente al Nusra, nas montanhas Arsal, a noroeste do Líbano.

Num comunicado divulgado pelo seu “centro de informação de guerra”, a milícia xiita também garantiu que, no outro lado da fronteira, o exército sírio e os seus aliados “libertaram por completo as montanhas de Flita”, localizadas na região de Al Qalamún.

Na sexta-feira, o Hezbollah e as forças leais ao Governo sírio começaram uma ofensiva para expulsar os “terroristas” das montanhas de Arsal, no lado libanês da fronteira, e nas montanhas de Al Qalamún, na parte síria.

Antes de se iniciar o combate, o jihadistas controlavam 90 quilómetros quadrados na região montanhosa do noroeste do Líbano e mais 35 quilómetros quadrados na zona de Qalamún, no lado sírio, segundo a milícia.

O grupo xiita libanês garantiu hoje que tinha recuperado o vale de Uwaini e o cimo da montanha de Shaba al Qala, no este da Arsal, a 2.350 metros de altitude.

O Hezbollah está a avançar na zona controlada pela organização de libertação do levante – uma aliança criada em torno da exfilial da Alcaida na Síria -, mas ainda existe uma grande área dominada pelo grupo terrorista Estado Islâmico nos dois lados da fronteira.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos