Siprofis promove seminário internacional para mostrar que sindicatos têm papel crucial na qualidade da educação

 

Cidade da Praia, 20 Abr (Inforpress) – O Sindicato dos Professores da Ilha de Santiago (Siprofis) quer mostrar a sociedade civil que, para além de defender o direito dos seus associados, um sindicato tem um papel importante na melhoria da qualidade da educação.

O seminário internacional sobre “O sindicalismo docente e o progresso da educação em Cabo Verde” a decorrer hoje e sexta-feira, no município de Tarrafal de Santiago, promovido pelo Siprofis, em parceria Federação Cabo-verdiana dos Professores (Fecap), tem esse objectivo.

“Com esta actividade pretendemos demonstrar a todos os governantes e a sociedade civil que o papel do sindicato não é só defender os seus direitos, mas também mostrar o que podemos fazer para melhorar a educação”, frisou o presidente do Siprofis, Abraão Borges em declarações à Inforpress.

Neste sentido, o seminário que conta com a participação de convidados de vários países, como Portugal e Brasil, hoje debateu vários temas como “Acção sindical e educação de qualidade”, “O papel dos professores no desenvolvimento do turismo” e “A Consequências do álcool no processo ensino aprendizagem”.

Ao apresentar o tema “Acção sindical e educação de qualidade”, o conferencista Abel Macedo, do Sindicato dos Professores do Norte (SPN) de Portugal, explicou que quis mostrar que o sindicato deve ajudar a construir soluções para a educação, por exemplo na definição curricular, na gestão das escolas e outros factores que influenciam naquilo que se faz nos estabelecimentos de educação.

Para Abel Macedo, o Governo deve tomar os sindicatos não como adversários, mas como parceiros que podem ajudar a construir boas soluções políticas educativas, sublinhando que em Cabo Verde há “algum diálogo” entre as partes, mas há sempre possibilidade de melhorar o mesmo.

“Não há reformas na educação que resultem sem os professores estarem envolvidos, por isso, os sindicatos têm direito em intervir em nome dos professores, na construção dessas soluções através de um trabalho concertado”, defendeu.

Para o segundo dia, estão previstos o debate outros assuntos, entre os quais “O papel da mulher na liderança – equidade do género na educação”, “A formação de professores e a construção da identidade profissional docente” e “O papel das escolas e seus agentes no combate à violência sexual em Cabo Verde”.

“A importância da interacção entre os sindicatos da educação na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP): Experiência do Brasil, Cabo Verde e Portugal”, “Gestão dos processos de ensino aprendizagem com enfoque nos resultados dos alunos” e “O papel das câmaras municipais na universalização do ensino pré-escolar”, são outros temas em debate.

Organizado no âmbito da comemoração do Dia do Professor Cabo-verdiano, assinalado a 23 de Abril, o seminário antecede o acto central que acontece no mesmo município, com uma aula magna proferida pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, sobre “O progresso da educação e o papel dos professores no desenvolvimento de Cabo Verde”.

DR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos