Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Seis universidades participam a partir de hoje na 2ª edição do campeonato universitário do futsal no país

Cidade da Praia, 28 Abr (Inforpress) – Seis universidades de Cabo Verde participam este ano, no campeonato universitário de futsal, organizado pela Federação das Associações dos Estudantes Universitários de Cabo Verde (FAEUCV) na Praia e no Mindelo.

Trata-se, segundo o presidente da Federação, Adilson Neto, da 2ª edição do campeonato que este ano conta com as modalidades masculina e feminina, envolvendo alunos da Uni-CV, da UniPiaget, do ISCEE, da Universidade Lusófona, do Instituto Superior das Ciências Jurídicas e Sociais(ISCJS) e a Única.

A abertura aconteceu na tarde hoje em simultaneamente no Ginmo Desportivo Cidade da Praia no Polivalente de Chã de Alecrim, no Mindelo, e o jogo inaugural foi entre a Universidade Cabo Verde (Uni-CV) e Universidade Jean Piaget (Unipiaget).

Para a realização desse campeonato da FAEUCV conta como apoio de diversos parceiros entre os quais o Governo, através da Direcção-Geral dos Desportos, das Universidades e do Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC).

De acordo com o calendário o campeonato regional deverá terminar em meados de junho (a 02 de Junho em São Vicente e no dia 16 na Praia) para a partir desse momento ser realizado o nacional.

“A nível nacional estamos a preparar um evento com uma certa envergadura e prevemos a introdução de algumas modalidades individuais no final”, explicou Adilson Neto adiantando que o objectivo é de fomentar o desporto universitário.

Para além desse campeonato de futsal, a federação da FAEUCV conta ainda este ano a realizar o primeiro encontro dos estudantes universitário para discussão de questões relacionadas com a conjuntura actual do país, e um fórum sobre desporto universitário, para uma discussão forte à volta do assunto e com olhos postos num enquadramento legal para garantir financiamento aos projectos.

“Embora já existe a vontade e o processo normal a nível governamental para fomentar o desporto, nós entendemos que é preciso criar as condições a nível das universidades e para que também possamos ter também o estatuto de utilidade pública que nos dará acesso por exemplo ao financiamento para os diversos projectos”, explicou.

MJB/FP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos